Leitura da semana (2)

Fala galera, boa tarde!

Tudo sussa com vocês? A semana passou rápido, estamos no domingão e chegamos de novo nos três artigos da semana. Estes três textos que eu trouxe para vocês, discutem muitos temas bacanas e com total foco no nosso cotidiano, junto das mais diversas atividades por nós realizadas em nosso dia-a-dia.

Segue abaixo!

Título: Por que não somos felizes?
Comentário: a premissa deste texto é baseada na questão de que nos iludimos, o tempo inteiro, que para sermos felizes sempre precisamos de mais. Se formos parar para pensar, isso acontece de fato e é algo totalmente decorrente do capitalismo selvagem que está impregnado na maior parte da população. A necessidade de mais, junto ao consumismo, à vaidade e até mesmo em um simples ato de meditação. O Alberto Brandão cita um exemplo que me fez refletir de verdade ao citar muitos daqueles que se dizem “livres” disso, e na verdade iludem a si mesmos. Pessoas que para meditar não se satisfazem com a sala de sua casa e precisam de uma floresta isolada, considerando que essa “busca por mais” apenas muda de forma e que a sensação de insatisfação permanece ali. Uma bela abordagem.
Link: http://papodehomem.com.br/por-que-nao-somos-felizes

Título: To go or not to go?
Comentário: nesta postagem, Jonas aborda uma questão muito bacana e totalmente recorrente em nosso cotidiano que é sobre a questão do “ir ou não ir”, ou ainda “fazer ou não fazer”. O tempo todo essa dúvida paira sobre nossos ombros em muita das atividades que exercemos e ele destrincha este tema comparando conceitos de “contração” e “expansão”. Ele confronta o significado das duas palavras, junto ao sentimento que é gerado em cada situação em questão, e opina sobre qual atitude deve ser tomada mediante os sentimentos de medo e adrenalina. Achei a reflexão sensacional!
Link: https://medium.com/higher-thoughts/to-go-or-not-to-go-af5f16609dd0#.y7vexglgk

Título: Need less do more
Comentário: este texto é totalmente um complemento do primeiro que mencionamos, mas que realiza comparações ainda mais interessantes. Ele aborda claramente as questões que envolvem as nossas necessidades físicas e espirituais, mediante aquilo que é necessário para sermos felizes e estarmos satisfeitos com o que queremos realizar. Uma frase dita por Benjamin e que chama muito atenção para aquilo que vemos nos dias atuais, é a ele diz “se você não usa de forma produtiva o tempo que possui agora, ter mais tempo não irá ajudar”. Precisamos querer menos e fazer mais. Muito bacana a discussão.
Link: https://medium.com/life-learning/need-less-do-more-4dd6718bc3ac#.y0zxblej8

Eu acredito que estes temas tem sido bastante recorrentes, pois quando analisamos as novas gerações, acabamos enxergando a grande deficiência em uma característica intitulada de proatividade. Este problema acontece por uma série de fatores, e tenho notado isso em diversas organizações e suas atividades. Portanto é importante que tenhamos uma análise profunda desta questão e venhamos a exercitar o conceito destes textos, como uma tentativa de propagar às novas gerações a educação do “ser” e não do “ter”. Um desafio grande, inclusive para nós.

Por ora é isso, pessoal. Fico na esperança de que aproveitem bastante a leitura, que desta vez teve um foco de repasse e ensinamento ainda mais restritivo, mas que com certeza é indispensável para todos nós. Como sempre estou à total disposição caso queiram discutir estes textos.


Se este texto foi, de alguma forma, útil para você, clique no “recommend”, logo abaixo, para indicá-lo a outras pessoas também. O que foi bom para você, com certeza pode ser bom para os demais. Muito obrigado!
Like what you read? Give Lucas Pessoa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.