Oportunidades exclusivas

Com certeza nós chegaremos em algum momento de nossas vidas em que notaremos a quantidade de oportunidades, em alguma área, que desperdiçamos por capricho pessoal. Não consigo enxergar alguma forma alternativa de descrever isso, que não capricho pessoal.

No decorrer de nossos dias jogamos fora, sem perceber, oportunidades de relacionamento, de trabalho, de ajudar o próximo, de sermos educados, de valorizarmos a nós mesmos, enfim. Oportunidades. Desperdiçadas. O que muitas vezes não conseguimos notar, em tantas ocasiões, é que estas chances abandonadas são únicas e poderiam mudar drasticamente o nosso viver.

Precisamos aprender a escolher melhor.

Sim, escolher melhor. É importante começarmos a deixar de lado a teoria da descartabilidade, onde tudo e todos são facilmente substituíveis, e iniciarmos a repensar certas atitudes do cotidiano. As oportunidades são importantes. Um eventual relacionamento pode modificar a condução de nossos dias por meses, ou ainda anos. A possibilidade de um trabalho que desacreditamos, poderia proporcionar experiências maravilhosas, ou ainda rios de dinheiro, como tantos sonham.

Quantos exemplos já não vimos na história, e até no dia-a-dia, de pessoas que desacreditam em certas possibilidades e depois se arrependem? Integrantes que largam bandas por desacreditarem no trabalho do grupo. Gestores que abandonam a elaboração de um aplicativo que, pouco tempo depois, explode no mercado e torna-se bem sucedido.

É necessário maior solidez.

E quando a liquidez deixar de lado a vida de muitos de nós, em tantos aspectos, talvez paremos de nos frustrar com os acontecimentos do cotidiano. Talvez a quantidade de remédios para depressão diminua. Talvez a crença naquilo que foi iniciado, seja o plantar da esperança, cujo fruto será colhido em forma de uma grandiosa experiência a ser levada para o resto de nossos dias. Se um trabalho tiver de ser iniciado, ele precisa acontecer com o intuito de ser finalizado. Cancelar sua execução no meio, é assumir o erro de que o seu iniciar foi um problema. Faltou planejamento.

No dia em que planejamento e oportunidade estiverem atrelados à nossa missão naquilo que desejamos, juntamente de nossos valores, objetivos, metas e, finalmente, ações, então talvez esta seja a data em que o líquido, após uma drástica redução de temperatura, tornar-se-á sólido. Talvez seja o instante em que a seriedade tomará o lugar do supérfluo. O zênite do amadurecimento.


Se este texto foi, de alguma forma, útil para você, clique no “recommend”, logo abaixo, para indicá-lo a outras pessoas também. O que foi bom para você, com certeza pode ser bom para os demais. Muito obrigado!
Show your support

Clapping shows how much you appreciated Lucas Pessoa’s story.