Tem sido difícil, sim.

É complicado entender exatamente o que vem acontecendo e como as coisas vem acontecendo. Mas é justamente essa necessidade compulsiva de tentar entender tudo que está ao meu redor que às vezes atrapalha.

Overthinking?

Paciência.

Talvez seja hora de observar mais, me direcionar mais. Nunca tive foco, mas tenho que saber me aproveitar disso. Um muito de tudo pode ser uma alternativa boa para certas mentes, apesar de desgastante.

Saí da cama, comi e sorri. Depois de muito tempo, tou aqui escrevendo. Acho que não fiz as coisas na ordem certa, mas abraçar o caos é uma alternativa sadia quando está tudo sob controle.

Poder tomar café de novo, sem medo, tem sido bom.
Amargo, do jeito que é pra ser.

Ontem foi um dia especial, por ter sido exatamente o que eu precisava: simples, preguiçoso e completo de (quase) tudo.

Próximo passo é reaprender a dormir. Já pensou? Inimaginável até um dia desses.

Hora da faxina, das obrigações e de viver o presente pensando no futuro.

Ao som de:
Hot Club Of San Francisco — Giselle
Gustav Lundgren & Anders Larss — Out Of Nowhere