Sofia

Ela acorda ao lado de alguém.
Se rabisca inteira.
Quem era esse homem?
Que fazia ele ali deitado ao
Seu lado?
Ela cerra os olhos
Tenta alcançar o rosto dele
A cena toda não fazia
Qualquer sentido.
Aquela casa nem dela era
Ela se lembra de ser casada.
-teria eu um amante?
Ela se levanta.
Prepara o café,
Uma criança corre em
seus braços
Lhe braveja palavras
De maternidade.
Era seu filho.
Ou filha, ela não sabia
Direito.
O homem deitado era
Seu marido.
Ainda não sabia como
Chegou naquele lugar
Ontem mesmo - pensou ela
- Eu era uma criança.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.