Divertidamente: Uma obra de arte sobre emoções

Falar de Divertidamente meses apos seu lançamento foi um caso curioso. Entrei sabendo que esse era ótimo filme da Pixar, talvez um dos melhores. Mas o que eu encontrei aqui dentro desse filme foi algo impossível de prever: O melhor filme da Pixar.
A história segue as emoções de uma menina após ela se mudar de Minnesota para São Francisco. Após um incidente, Alegria e tristeza são colocadas fora do centro de comando. Agora elas precisam retornar ao controle da mente, antes que algo ruim aconteça.
Primeiramente não posso deixar de citar o visual criado para representar a mente da menina. Parece clichê dizer que um filme da Pixar é bonito, mas aqui há algo especial, algo que o estúdio de animação nunca conseguiu realizar tão bem. Desde o comando das emoções até o lugar onde os sonhos são criados, a genialidade visual na representação desse mundo é invejável pra qualquer um que entenda de animação.
Mas o que vai ser lembrado mesmo de Divertidamente é a lição final que o filme passa para o espectador. Filmes infantis que querem passar uma mensagem sempre achei que acabava sendo meio forçado, mas aqui é tão sutil, tão bem entregue, que talvez não seja de primeira que a criança vai entender a mensagem, mas lá no fundo ela vai compreender. Mas o mais estranho é que ainda é uma história que pode afetar até adultos.
Eu antigamente dizia que Up: Altas Aventuras era o meu filme favorito da Pixar… Isso mudou com Divertidamente. Há algo mágico aqui nesse filme, algo que poucos filmes conseguem ter.
Nota: 10/10