Bom, estou experimentando o app do Medium para celular, então o texto provisoriamente será sem imagem.

Você tem ideia de como é a vida de uma pessoa que sofre de ansiedade? Sabe como são difíceis os dias e principalmente as noites?

Para quem não sabe, Ansiedade é uma das doenças do novo século, da nova era, da geração onde tudo é pra ontem. E muita gente tem e não sabe. E muita gente tem e ignora. E muita gente acha que é pura frescura.

Mas infelizmente não é. Em torno de 25% da população mundial sofre desse mal e pior é saber que existe formas de se controlar e simplesmente não conseguir se controlar. A ansiedade é um distúrbio de quem pensa no futuro, fica preocupado com o que ainda não aconteceu. Daí a cabeça fica girando, o pensamento fica acelerado e a pessoa começa então a sentir falta de ar, palpitações, coração acelerado a ponto de a qualquer você ter um inferno e logo vão ter que te levar pra um hospital mas daí você não sabe que é o médico que vai te atender, quem vai te visitar lá e se você vai ficar vegetando pelo resto da vida.

Percebeu que não tem vírgula? Porque é assim que as coisas acontecem na cabeça de um ansioso. Ah e isso tudo é pensando em questão de segundos.

A cabeça de um ansioso funciona rápido e cria histórias impressionantes. E ao mesmo tempo ela se desliga em questão de segundos. Por exemplo, estou aqui, deitada na cama, pilhada, com o coração acelerado e a respiração ofegante, já tomei uma passiflora para ver se me acalmou, baixei esse aplicativo para que eu pudesse escrever a hora que eu quisesse e tivesse ideias (acredite, elas vem aos montes e se meu cérebro registrasse todos os meus textos, estaria famosa…rs…), ainda mais agora que já estou craque no teclado da Samsung, eu simplesmente paro e perco completamente a vontade de escrever. Como se eu nem deveria ter começado pois a ideia original some. E isso meus caros, é uma constante na minha vida.

Estou tomando algumas providencias, como por exemplo, estou lendo o livro ANSIEDADE - Como enfrentar o mal do século, do Augusto Cury. Estou no começo, o livro é um pouco técnico no começo para que depois a gente entenda cada um dos sintomas que temos do que ele chama de Síndrome do Pensamento Acelerado. Outra coisa que vou fazer é participar de aulas de meditação. Acredito que isso é super importante para acalmar a mente, principalmente a noite. Ao invés de dormir, meu cérebro acha bonito ficar debatendo com ele mesmo ou tendo ideias incríveis que quando acordo ou não me lembro ou perco o interesse. E isso me causa insônia e cansaço durante o dia — claro, a hora que é pra descansar meu cérebro resolve bancar gênio da lâmpada 😆.

Esse texto é um desabafo e uma forma de expressar o que se passa comigo. Pode acontecer com inúmeras outras pessoas. E escrever ainda é a melhor forma que eu tenho para espantar a agonia ou a ansiedade.

Li outro dia que não podemos deixar que a mente nos domine pois somos mais fortes e temos o controle. A ansiedade te faz perder esse controle. Quem sabe escrevendo por aqui, eu consiga tomar as rédeas novamente….ou quem sabe, pela primeira vez.

Boa noite!

Like what you read? Give Luciana Alves de Souza a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.