Fizemos do tempo um marco e ele nos deixa marcas.

Contamos 365 dias e aumentamos um dígito no cronômetro da vida.

Não podemos segurar esse passar que definimos e que nos define. O marco no tempo é nosso rito de passagem. Chamamos de novo no desejo do recomeço. De algo diferente, bom e bonito. De algo que mude nossas vidas. Entregamos ao tempo a responsabilidade desse presente. Sendo que temos a maior parte na responsabilidade de fazer acontecer. Apesar das surpresas e do inesperado, a mudança começa dentro do nosso coração, da nossa mente, da nossa alma.

Sem esse desejo, sem esse conhecimento de que somos capazes de nos transformar, o ano novo vai continuar velho.

Faça o AGORA valer a pena. Transforme promessas em realidade. No seu ritmo. Pare de se cobrar, de se comparar e de se torturar por não ser a perfeição impossível.

Ame-se. Agradeça por quem você é, pelo que você tem.

Faça o melhor com cada um dos seus dias, com tudo que o tempo trouxer ou levar.

Valorize quem está a seu lado e te valoriza independente daquilo que você tem a oferecer.

Crie o seu próprio relógio e conte o tempo com os ponteiros que você escolher.

Crie quantos anos novos você quiser e precisar.

Não importa que seja o primeiro ou o último dia do ano.

É a sua vida! Que o tempo seja apenas o fio condutor da história que você está escrevendo.

Lucianne Moreira

Like what you read? Give Lucianne Moreira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.