Extrema-(pres)unção

Ante a fatos tão árduos

E fatídicos,

Vida af(l)ora,

Sempre me vejo fadado.

E, sem que falhe,

Embora sei que tardo,

Constato

O que me devora

Nestes constantes recados —

Um tanto típicos —

E, com os quais

Falo tudo aquilo que calo —

Tanto sobre o que me vale,

Quanto sobre o que me faz,

De alguma forma,

Em fardos afundado.

E, ainda que eu siga desandado —

E a dúvida não tenha sido desvendada,

Devo, desde que não deserdado,

Reivindicar o fim do fraseado.