Empreendedorismo e Inovação

Em tempos crise, toda e qualquer forma de renda sustentável ou não é boa, principalmente para a economia. Nesses casos que entram o investimento acarretado pelo empreendedorismo. Considerado como uma das que mais dão ao país retorno financeiro, a atividade de empreender eleva o Brasil ao patamar de primeiro país com maior índice de abertura de empreendimentos. Como no resto do mundo, o setor de empreendimento pode ser divido em dois quesitos, os de que exercem a atividade por necessidade e os que exercem por oportunidade. Nos últimos dados divulgados, a taxa de empreendedorismo de necessidade voltou a crescer de modo expressivo (o que é um reflexo da crise econômica, fazendo com que muitos encontrem no empreendedorismo uma forma de lucrar mesmo em períodos de recessão), ou seja, se a economia do país vai boa, o empreendedorismo predominante é o de oportunidades, quando não, predomina o empreendedorismo de necessidade, com intuito principal de não ficar parado.A respeito do cenário brasileiro, o que mais impressiona as estatísticas é o fato de que os maiores valores de empreendedores se dão por microempresários( cerca de 80%).

Nos dias de hoje, existem três diferentes perfis de ‘futuros empreendedores’ brasileiros. São eles: desbravadores, empolgados e provedores. Os que já são empreendem, por sua vez, são divididos em: apaixonados, antenados, independentes e arrojados. Por fim, os empreendedores brasileiros informais são lutadores ou pragmáticos.Detalhes sobre percentagem da população divulgada pelo SEBRAE através da pesquisa da GEM (Global Entrepreneuship Monitor) estarão disponíveis no vídeo.

Exemplos de empreendedores no Brasil:

Um exemplo tradicional da família brasileira de pessoas que cresceram através de criatividade, investimento e principalmente empreendedorismo é o apresentador e dono de emissora Silvio Santos. Enganasse quem acredita que o ancião apresentador nos dias de domingo nasceu em berço de ouro. Pelo contrário. Silvio é um exemplo de um dos mais talentosos empreendedores do país, pois soube, como poucos, explorar o potencial da economia popular e dos meios de comunicação de massa para criar um império empresarial que vai muito além do SBT. Sua história como empreender teve relance e começo quando o mesmo teve a influência de um vendedor de capinhas de plástico. Suas atividades foram passar em outros ramos como o da rádio como locutor, apresentador de espetáculos e sorteios em caravas de artistas. O que abriu as porta para o empreendedorismo foi a criação de sua revista que o transformou em milionário

Os maiores polos de desenvolvimento econômico do Brasil está situado na região sudeste. Não por outro lado, metade da população de investidores no empreendimento estão situados na região. É por isso que, alguns dos empreendedores mais conhecidos são advindos da região sudeste. Silvio Santos, citado acima, por exemplo, nasceu na Lapa( Rio de Janeiro). Outro exemplo de conhecidos da sociedade brasileira é o também apresentador Roberto Justus ( São Paulo).

Roberto Justus é um famoso publicitário, empresário, apresentador e comunicador de programas televisivos. Sua história de empreendedorismo se deu no início da década de 80 sendo sócio da Fischer. A associação com a empresa Fischer funcionou como base teste para que Justus pudesse investir na sua própria agência , a Newcomm Comunicação Integrada. Em dez anos de existência, ele conquistou algumas das maiores contas do Brasil através principalmente da sua boa administração adquirida por causa da faculdade.

Like what you read? Give alexandrefonseca.2017065 a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.