Onde se informar sobre política na internet?


Cuidado com a bolha

Aquele lugar incrível em que todos pensam parecido

Em tempos de polarização política nas ruas e nas redes, é comum que os eleitores se unam por ideologia e partido político. Embora as causas dessa polarização sejam muitas — assunto para outro texto — é fácil notar que essa realidade ocorre em várias países, como nos EUA, em que a disputa se concentra entre Democratas e Republicanos, na Inglaterra, entre Trabalhistas e Conservadores, e também no Brasil, entre PSDB e PT.

Uma questão a se notar na polarização, entretanto, é a frequente radicalização de discursos e ideias, em que os grupos opostos se afastam cada vez mais, tornando difíceis os debates que pautam as decisões de determinado governo e fazem a sociedade avançar (ou retroceder, dependendo do ponto de vista).

Logo, se você votou no PSDB, a impressão é que toda e qualquer coisa simpática ao PT significa ser contra. E vice-versa. Como consequência, você só se informa por meios de comunicação e formadores de opinião que refletem a sua posição política. Junte a isso a mecânica de redes sociais como Facebook e a mídia altamente concentrada, e temos a receita para vivermos em uma realidade em que há pouco ou quase nenhum espaço para compreender posicionamentos diferentes, uma verdadeira bolha de informação.

Militantes do PSDB e do PT se agridem fisicamente durante a campanha presidencial de 2014 — Michel Filho/Agência O Globo

Partindo do pressuposto de que a imparcialidade da imprensa é um mito — inclusive este artigo nada tem de isento, já vou avisando — listarei aqui 20 sites que refletem diferentes pontos de vista sobre fatos políticos e sociais no Brasil, tanto no espectro da esquerda quanto do centro e da direita. Assim, você pode (e deve) incluir pelo menos alguns deles na sua listinha pessoal de fontes de informação. No fim, você não precisa concordar nem discordar de tudo o que lê, mas sim entender que a sua opinião é mais rica quando se entende os diversos pontos de vista.

10 sites de esquerda para visitar todos os dias

Tem para todos os gostos: governista, petista, socialista, comunista…

A imprensa de esquerda no Brasil ainda sobrevive ao estilo guerrilha, com pouca grana e baixo alcance, apesar do barulho que causam na internet. Em comum, eles têm a defesa de valores progressistas e a crítica à grande imprensa.

1. Carta Capital

Portal da revista de variedades semanal que reúne diversos jornalistas e acadêmicos de esquerda para relatar e comentar fatos sobre o Brasil e o mundo.

2. Esquerda Diário

Se define como uma “mídia de uma esquerda dos trabalhadores necessária para desvendar as mentiras dos poderosos e dar voz aos que não têm espaço nos meios massivos tradicionais”.

3. Brasil de Fato

Nascido no Fórum Social Mundial de 2003, o jornal é mantido por movimentos sociais como o MST, a Via Campesina, a Consulta Popular e as pastorais sociais.

4. TVT

É a primeira emissora de televisão outorgada a um sindicato de trabalhadores. Também tem sua programação no Youtube.

5. El Pais Brasil

Edição nacional de um dos maiores jornais da Espanha.

Ainda candidata à reeleição, Dilma (PT) se encontra com jornalistas de esquerda no Palácio do Planalto, em setembro de 2014 — Foto: Ichiro Guerra/Dilma 13.

6. A Pública

Agência de jornalismo investigativo independente.

7. Pragmatismo Político

Fundado em 2009, reúne análises da situação social, política e econômica no Brasil e no mundo.

8. Viomundo

Criado pelo jornalista Luís Carlos Azenha (ex-Globo), o blog reúne artigos que tentam colocar luz sobre assuntos amplamente divulgados nos meios de comunicação tradicionais. Seu slogan é: o que você não vê na mídia.

9. Carta Maior

O portal de esquerda também reúnde análises de acadêmicos e personalidades da esquerda brasileira sobre a conjuntura política nacional.

10. Conversa Afiada

O blog do jornalista Paulo Henrique Amorim analisa, de forma ácida, as ações da oposição ao governo do PT feito tanto pelos partidos como pela imprensa tradicional.

10 sites de centro/direita para visitar diariamente

Altas doses de conservadorismo.

No Brasil, a histórica concentração dos meios de comunicação por grupos de grande poder econômico reflete a linha editorial conservadora da maioria deles. E suas versões on-line não são diferentes.

1. Grandes portais da internet (a.k.a G1, UOL, Folha, Terra, R7)

2. Blog do Heródoto Barbeiro, R7 e Record News

O jornalista é também âncora do Jornal da Record News, em que faz entrevistas com personalidades e estudiosos sobre a situação econômica, cultural e política no Brasil e no mundo. Tudo disponível no blog.

3. Coluna da Eliane Cantanhêde, Estadão.

Ex-Folha de São Paulo, a colunista de política agora escreve para o jornal Estado de São Paulo.

4. Blog do Noblat, O Globo.

O jornalista já foi editor chefe de grandes jornais brasileiros e, desde 2004, mantém um blog no site de O Globo. Faz forte oposição ao governo do PT.

5. Site do José Nêumane

O jornalista é também escritor, editorialista e articulista de vários jornais paulistas, além de comentarista na Rádio Jovem Pan e no Jornal da Gazeta. Em seu site, reúne textos e comentários feitos na TV e no rádio.

Presidente Dilma (PT) se encontra com a Lily Marinho em 2011. A socialite era viúva de Roberto Marinho, fundador do jornal O Globo e da Rede Globo de Televisão.

6. Coluna da Mônica Bergamo, Folha de S. Paulo.

Na Folha de São Paulo desde 1999, a jornalista escreve diariamente sobre os bastidores da política.

7. Blog do Kennedy

O jornalista e comentarista político faz análises diariamente no Jornal do SBT e na rádio CBN. Seu blog reúne os textos, áudios e vídeos na íntegra.

8. Colunista Ricardo Boechat, Istoé

O âncora do Jornal da Band e comentarista da rádio Band News também publica análises no site da revista Istoé.

9. Radar on-line, Veja

Seção de notas sobre os bastidores da política em Brasília no site da revista Veja.

10. BBC Brasil

O site brasileiro da rede britânica BBC publica matérias e reportagens sobre a política nacional de forma mais equilibrada que outros grandes portais.

Like what you read? Give Lucas Santana a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.