A doença pode voltar a qualquer momento, então mesmo curada, eu ainda tinha cinco anos supervisionados pela frente: no primeiro, repetiria a bateria de exames a cada três meses. Depois, a cada seis meses. Depois, uma vez por ano. Tudo isso para detectar qualquer possibilidade de volta da doença.
Crônicas do câncer — #04 A remissão
Tati Lopatiuk
546

Agora vc imagina isso por DEZ anos. (com a mesma sequência inicial). Acompanhado de uma bomba em forma de remédio oral, que deve ser tomada todo santo dia, na mesma hora. that’s me, babe. ❤

Like what you read? Give Lucia Freitas a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.