Como bem estimula o texto no que diz respeito a críticas construtivas, eu queria deixar a minha…
Victor Cahú
32

“Desconsidera fatores importantíssimos como hábitos de consumo, público alvo e “comercialidade” da banda. Desconsidera capacidade de exposição, as estruturas disponíveis para shows e o poder do marketing . Em nenhum momento faz referência ao que de fato leva as pessoas a pagar tanto por festivais…”

A maior parte do que você tá falando tá fora do escopo do texto.

O texto é sobre bandas pequenas iniciantes tentando fazer acontecer na própria cidade delas. “Exposição”, “estrutura” e “marketing” não se aplicam quando o propósito é conseguir fazer seus amigos, conhecidos e fãs em potencial irem no seu show. Qualquer banda com o mínimo de esperteza e engenhosidade consegue divulgar suas músicas ou o seu show na sua cidade. Não precisa de nota na Rolling Stone nem parceria com a Red Bull.

Sobre “comercialidade” e “público alvo”, eu não desconsiderei. Você não leu até o final do texto?

“Tá brincando que você acredita que apenas música boa é capaz disso, né? É como acreditar na velha lenda de que talento é o suficiente… convenhamos, né… conto de fadas.”

Na minha experiência, gente que diz que talento não é o fator principal geralmente não tem talento.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Luis Calil’s story.