Delcídio: o homem que implodiu a república

Nunca uma peça foi tão importante para implodir de vez um sistema político. Mesmo já andando mal das pernas, o governo de Dilma ainda resistia a pancadas vindo da oposição, sendo elas no plenário ou nas ruas.

Porém, Delcídio deu conta de incendiar tudo. Citou Lula e Dilma, o que pode decorrer na prisão do ex-presidente e na cassação da chapa da atual chefe de estado; citou o ministro da Educação Aloizio Mercadante, o senador Renan Calheiros e Ricardo Lewandowski (STF) como figuras que tentaram impedir sua delação.

Além disso, complicou a vida de figurões da oposição, como o também senador Aécio Neves, ao confirmar a lista de Furnas. Talvez por isso o tucano continue tão quieto.

Essas confirmações do senador podem criar novos braços na operação, tornando-a muito mais longa e fora do foco petista. Ela faz o link da Lava-Jato com novas áreas, como no caso da hidrelétrica mineira.

Delcídio caiu, mas pode ter certeza que levou muita gente grande com ele.