Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 18/02/2015

Esse post também foi publicado no Imasters

Hoje vamos falar sobre cache, Redis, Azure e como fica tudo isso quando usamos o Cache Redis do Azure.

Mas, primeiro, vamos entender o que é o Redis.

Redis

Essa é a descrição do site oficial:

Redis is an open source, BSD licensed, advanced key-value cache and store. It is often referred to as a data structure server since keys can contain strings, hashes, lists, sets, sorted sets, bitmaps and hyperloglogs.

Em outras palavras, Redis é um cache em memória que faz mais que um cache normal, como o memcached e menos que um banco de dados NoSql, como o MongoDB. Redis preenche esse campo intermediário. …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 21/08/2014

E aí! O Azure entrou, oficialmente, na briga dos bancos NoSql orientados a documentos. E isso é muito bom! Veja o anúncio completo.

Azure DocumentDb, ainda em Preview, é similar ao mongodb. A grande diferença é que é totalmente gerenciado pelo Azure!

Azure DocumentDB gerencia os dados através de recursos. Esses recursos são replicados para alta disponibilidade e acessados por uma url única. Como vários outros serviços do Azure, o DocumentDb disponibiliza uma api HTTP RESTful para todos os recursos.

Todos os recursos dentro do Azure DocumentDB são modelados e armazenados como documentos JSON. …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 12/08/2014

E aí! Tudo bem? Esse é um post sobre Universal Apps e vai explicar como podemos criar aplicativos para WindowsRT e Windows Phone com HTML5, javascript e, tudo isso, compartilhando o máximo possível de código!

Antes de começar

Universal Apps é um novo modelo de aplicações lançado em 2014 para aumentar ainda mais o compartilhamento de código entre aplicações WinRT e WP. Já existe bastante material na internet pra você começar:


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 27/05/2014

Recentemente, tive a oportunidade de palestrar na trilha de cloud computing do TDC de Floripa.

Nesse evento, eu apresentei e demonstrei uma funcionalidade MUITO legal do Azure, mas pouco conhecida: Azure Traffic Manager.

O Traffic Manager permite que você equilibre o tráfego de entrada entre os vários serviços do Azure, não importando se eles estão no mesmo data center ou em diferentes data centers ao redor do mundo.

Mas o que isso quer dizer? Bom, isso depende.

Atualmente, temos 3 maneiras de configurar o Traffic Manager.

Desempenho

Quando você configura o Traffic Manager para desempenho, o Azure vai escolher o endpoint com menor latência entre todos os endpoints disponíveis. …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 23/04/2014

Sim! Ele chegou! O data center do Azure no Brasil CHEGOU (veja o anúncio oficial)!

O que isso quer dizer pra gente? Basicamente, menor latência entre o usuário final e seu app! Parece pouco mas é MUITA coisa. A diferença é absurda! Em alguns testes que eu fiz, a latência chega a ser 10 vezes menor!

Tá, mas você já tinha todos seus apps nos outros data centers do Azure. Como migrar?

Backup: Website + SQL Database

Atualmente, a funcionalidade de backup de Websites só funciona com Websites na configuração de escala ‘Padrão’. …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 17/04/2014

Algumas imagens desse post foram perdidas na migração :(

E aí! Recentemente, eu tive que transferir máquinas virtuais entre duas assinaturas. A operação parece simples, certo?

Quero mover a máquina 123 da assinatura X para a assinatura Z.

Não é tão simples assim. Na verdade, não existe suporte no portal ou em SDK’s para que isso seja feito. Então temos que improvisar!

O jeito não tão fácil

Toda máquina virtual tem um disco principal. Todos os discos são arquivos .vhd que ficam dentro de uma conta de Armazenamento.

Image for post

Bom, se todas as imagens estão disponíveis para download, então basta você fazer download da imagem (~127gb) e fazer upload na outra assinatura. …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 28/03/2014

No próximo sábado, dia 29/03/2014, irá acontecer o Global Windows Azure Bootcamp 2014.

O bootcamp tem como propósito difundir a o Microsoft Azure e demonstrar como a plataforma de nuvem da Microsoft pode ajudar a sua empresa e a sociedade em geral.

O evento, que está na sua segunda edição, acontece (quase) simultaneamente em mais de 135 cidades do mundo inteiro! São 57 países

O bootcamp é totalmente gratuito e tem como público alvo Desenvolvedores, IT-Pros e profissionais de TI com interesse em conhecer mais sobre a solução de nuvem pública da Microsoft. …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 12/03/2014

Estou fazendo alguns testes no Azure para cenários mais avançados e acabei achando o exemplo de load balance com máquinas virtuais muito simples. Eu sempre achei que fosse super complicado, mas, no Azure, é um procedimento quase que trivial.

O que é load balance?

Load Balance é uma técnica para distribuir a carga de processamento de uma aplicação entre várias máquinas. Funciona assim:

Image for post

À medida que as requisições chegam, elas vão para o Azure Load Balancer, que é responsável por dividir as requisições entre as máquinas que estão disponíveis e com mais recursos livres.


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 05/03/2014

Eu sei que declarei que não sou fã de usar o terminal, mas, existem vários cenários que podem se beneficiar de scripts de criação de vm, scaling e algumas ações que só podem ser feitas via linha de comando, então vale a pena conhecer essa alternativa!

Podemos acessar o Azure via PowerShell ou azure-xplat.

O PowerShell só roda em Windows, depende do Azure SDK e é, basicamente, uma série de cmdlets.

O azure-xplat é uma ferramenta multi-plataforma, desenvolvida em NodeJS e disponível no npm (gerenciador de pacotes do NodeJS). …


Esse post foi migrado do blog antigo. A publicação original foi no dia 24/02/2014

Algumas imagens desse post foram perdidas na migração :(

Agora que você já sabe quando criar uma máquina virtual no azure, vou mostrar como criar uma máquina virtual (VM) no azure!

Criação rápida

No portal, é o jeito mais rápido de criar a sua VM. Basta clicar em ‘Novo — Computação — Máquina virtual — Criação rápida’ e preencher o formulário com dados da sua máquina virtual.

Após esses passos, basta aguardar alguns minutos e sua máquina estará criada.

Criação da galeria

Criando a VM a partir desta tela, é possível escolher entre dezenas de imagens para a crição. …

About

Luis Rudge

Luís Rudge é pai e desenvolvedor há anos. Trabalha na Round Pegs Inc & seu projeto pessoal http://www.uniclearning.com.br/ — hospedado inteiramente no Azure

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store