Eu entendo seus sentimentos, Luiz.
Andressa Faria de Almeida
51

Andressa Faria de Almeida, parece que temos muitas histórias para serem contadas/escritas. Vi que escreves poesia. Às vezes também me atrevo nisso. Não sei se para você é assim, mas comigo me serve como válvula de escape. Nem sempre quero que as pessoas compreendam tudo aquilo que tenho a dizer, embora sinta necessidade de dizer.

Enfim, ficamos combinados assim: se um dia nos encontrarmos por aí — falo sério — tomaremos um sorvete. Enquanto isso, quando quiser, conta tua história que eu rabisco a minha.

p.s.: não se nega um sorvete nem ao pior dos inimigos.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Luiz Luz’s story.