Reinventar-se é uma característica dos fortes

Jamais cultive mesmices
O mundo é cruel com tudo o que é estável
Flexibilidade é conhecida como a máxima virtude
Heráclito tinha razão:
Tudo tem base no devir
Mais inevitável que a morte,
É a impossibilidade de parar o fluxo constante das coisas

Jamais pare no tempo
O anacronismo é deletério
A inércia é fatal
O comodismo é destrutivo
E o marasmo é um grande mal
Aliado do desinteresse, da apatia
Princípio causador de toda agonia
Deixaria de ser humano se por acaso decidisse
Que a vida estagnada vale mais do que a maluquice
Da eterna busca pelo novo

Pois há, na vida, uma regra primária:
Tudo é perecível, tudo é momentâneo
E deves acompanhar esse movimento
Se quiseres, um dia, viver sem tormento

Like what you read? Give Luiz Felipe Salviano a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.