cartela na gaveta ou aquele sobre coragem

Luiz Wagner
Oct 28, 2018 · 1 min read

eu nunca fui corajoso.
o medo me acompanha desde a infância,
com uma regularidade maior que
qualquer outro sentimento.

o meu medo vinha num caldeirão,
entre a inocência da infância
e a dureza do mundo.
Eu tinha medo do monstro debaixo da cama
e também do guarda da esquina,
do fantasma do filme de terror
e do segurança do mercado.

alguns medos se transformaram.
já tive medo de ficar sozinho em casa,
hoje tenho de ficar sozinho. Na vida.

a cartela daquele remédio na gaveta me entrega.
aquele remédio.
nunca tive coragem de tomar,
nem um,
nem a cartela toda de uma vez
mas também nunca tive coragem de jogar fora.

o medo já me fez entrar onde não deveria
e não sair de onde deveria,
já me levou amores
e trouxe muitos arrependimentos,
e não me permitiu escrever poemas sobre eles.
até agora.

Mas hoje eu acordei com coragem,
e amanhã não vai ser diferente.
Hoje eu escrevi o poema,
amanhã eu encaro a vida.

Luiz Wagner

Written by

Estudante de Direito paulista que escreve umas coisas por aqui aleatoriamente até montar o próprio blog. https://www.instagram.com/luizwagnercomw