Não se preocupe comigo

Não se preocupe em me machucar!

São muitas feridas,

E sei que consigo me curar.

É que você mexeu de uma forma,

Que até pra se expressar,

Fico com medo de te assustar.

Mas se tranquilize,

Não se martirize.

Estou crente do que quero.

E se preciso, irei até o inferno,

Pra tentar encontrar uma resposta.

E te provar, que quero permanecer.

Mas por favor, não me fale de ilusão.

Eu mesmo já cometi tal ato e não pedi perdão.

Então se tens problema com teu coração.

Abro o meu pra lhe mostrar,

Que tem espaço de sobra.

E talvez eu até tenha algo pra lhe oferecer.

Uma coisa é certa,

Não irei desistir,

Por que se acaso te conheci,

Com certeza é pra mudar,

Esse teu paradigma de amar.

E se lhe causo palpitação,

Se permita experimentar.

Tenha em mente um precipício,

Eu posso ser um fim,

Ou início.

Uma história de drama,

Ou amor.

Depende do escritor,

Que meu coração incorporar.

E dos caminhos que iremos trilhar.

Mas eu respeito,

E aceito,

Esse teu jeito estranho de amar.

Só tenha ciência que também não sei mentir,

E por mais difícil que seja pra mim,

Jamais esquecerei,

O barulho que tu fez.

Mas não me peça perdão,

Pois eu também,

Já magoei um coração…

Like what you read? Give Lucas Ribeiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.