Minha empresa não me valoriza ou eu não me valorizo? Eis a questão…

A área de tecnologia no Brasil é zuada. Isso é fato incontestável. Temos muitas empresas que ainda não dão valor à tecnologia como ela deveria e se recusam a aceitar que ela é indispensável nos dias atuais.

Também é uma área bem promissora. Esse é o segundo fato. Quem trabalha (e principalmente gosta de trabalhar) nessa área tem um leque infinito de possibilidades, limitado apenas à sua vontade.

— Certo, então o que você está tentando me dizer é que no Brasil a área de tecnologia é uma bagunça mas quem se aventurar tem futuro?
— Correto jovem padawan.

Mas e o que isso tem a ver com o título do post? Pois bem, algo que já ouvi muito nesses anos pelos vários lugares que trabalhei e pessoas que convivi são afirmações do tipo: “As empresas de tecnologia não valorizam o funcionário no Brasil, se eu estivesse nos EUA estaria ganhando 4 vezes mais do que estou ganhando aqui em dólares” ou “O salário médio do mercado é pelo menos três vezes o que eu estou ganhando aqui!!!!”.
Será mesmo??

Vamos tomar por exemplo a área da programação que é onde eu trabalho. Cansei de ver expectativas de mercado (geralmente apresentadas por faculdades para atrair alunos) mostrando salários sonhados por qualquer profissional: Programador Sênior da Linguagem X — R$ 20.000,00 mensais. Ah ta bom, querem que eu acredite nisso e em mais o que? Saci, Mula sem cabeça?

Não comecem o apedrejamento, não estou dizendo que programadores nunca ganharão isso, você pode realmente ganhar isso, mas tudo depende de dedicação. Mas aqui quero deixar apenas umas palavras a quem acredita que sairá da faculdade ganhando isso: VOCÊ NÃO IRÁ. Entenda isso para começar bem a sua carreira na área.

Agora vamos à segunda classe: os que acham que estão ganhando pouco. Para esses vou dar uma dica: peça um aumento. Simples.

— Não posso pedir um aumento ao meu chefe.
— Por quê?
— Tenho medo.

Ótimo, já temos um indicador aqui. Se você tem medo de pedir um aumento será que você realmente está valendo o valor que deseja ganhar? Se você é um programador que trabalha bem, implementa as coisas que lhe foram pedidas dentro do melhor tempo possível (note que não disse menor e sim melhor), propõe soluções para o negócio da empresa e está em constante melhoria você merece esse aumento. PEÇA. Mas se você está com medo de pedir é porque talvez você esteja falhando em algum item.

Aí vem a pergunta do título: Minha empresa não me valoriza ou eu não me valorizo? Uma coisa que temos que nos lembrar é que para que alguém possa me pagar por um serviço, essa pessoa tem que ter dinheiro. Vamos imaginar que você está programando em uma empresa que possui um sistema e atende clientes. Para que você possa receber seu salário, esse sistema deve estar dando lucro para a empresa ou então ter uma expectativa de dar lucro dentro de um determinado período, caso contrário sua empresa está falindo e te aconselho a procurar outro emprego.

— Mas se o sistema não está dando lucro a culpa não é minha!!!

Será? O sistema não está dando lucro porque? Problemas com o suporte? Pouco mercado? Departamento comercial ineficiente? Modelo de negócio mal construído? Nesses casos realmente você não pode fazer nada.

Mas e se o problema do sistema for o próprio sistema? Nesse caso você tem impacto direto na lucratividade. Como assim? Eu explico: imagine que a principal reclamação do sistema são bugs, problemas de eficiência, ataques, etc. Nesse caso o que você está fazendo para ajudar a empresa? Nada? Então temos uma das causas pelo seu salário.

Mas eu faço tudo àquilo que meu chefe manda, mas meu chefe não entende de programação e pede umas coisas muito malucas. Nesse caso então você tem que ajudá-lo. Não ria, estou falando sério. Ele pede coisas do ponto de vista do cliente, do ponto de vista do negócio, sem entender os impactos futuros que isso criará ou que o custo benefício para desenvolver essa funcionalidade é horrível. Nesse caso se você entende que isso está acontecendo você tem a obrigação de fazer algo a respeito: conversar, ajudar na tomada de decisões e até contestar funcionalidades.

Claro, se a sua empresa não da espaço para isso e não entende a importância encontramos um problema da empresa, e te aconselho a mudar de emprego. Mas se você pode fazer isso e não faz, então você não está ajudando sua empresa crescer, você não está se ajudando a crescer e consequentemente não irá ganhar mais.

Se a sua empresa não está rentável como ela poderá repassar um valor para você?

Se você está na equipe exigindo um salário maior então você tem o dever de mostrar que é um profissional difereciado. Depois que você mostrar a eles isso peça um aumento, tenho certeza que não será negado. Se o seu superior entender que você é importante para a equipe tenha certeza que ele não verá problemas em pagar um pouco mais para você (algumas vezes seu salário poderá até ser maior que o dele).

Ajude sua empresa a crescer para que você cresça também!

Agora vamos a mais um ponto: para ajudar sua empresa a crescer você precisa estar crescido também. Agora ficou confuso, eu sei, mas quando falo em estar crescido não digo em questão financeira, me refiro à questão profissional.

Você busca constante melhoria? Você compreende outras tecnologias além da que trabalha? Você conhece sobre servidores? Você pode ajudar na tomada de decisões sobre um banco de dados ou outro?

Se você está perdido com as perguntas acima então temos um fato aqui: você não está se valorizando. Você não está investindo em você e melhorando. Como você pretende ganhar diferente se está fazendo a mesma coisa que todos? Como pretende ganhar o salário de um profissional de alto nível se seu código é nível médio baixo?

Mas meu código resolve os problemas.
Vários códigos resolvem problemas, mas você confia que essa é a melhor solução? Você se preocupa com performance, legibilidade, eficiência? Você consegue utilizar o bom senso na hora de resolver esse problema? Se você não faz isso saiba que alguém que faz está ganhando mais que você.

Se você fizer tudo igual aos outros você irá receber o mesmo que os outros.

Então meu caro, se você realmente acha que está ganhando pouco analise todos esses fatores:

  • Há expectativa de crescimento na sua empresa?
  • Sua empresa pode lhe pagar o que você está desejando?
  • Você está ajudando sua empresa a pagar esse seu salário desejado?
  • Você vale realmente esse valor?

Se você respondeu sim para todas as questões e mesmo assim não ganhou aquele aumento só há uma coisa a fazer: VAZE DAÍ. Se você realmente é assim outra empresa irá te valorizar, tenha certeza. Mas se alguma das respostas foi não então acho melhor fazer uma reflexão sobre o que você pode melhorar e principalmente AGIR para melhorar esse ponto antes de pedir um aumento ao seu chefe.

Like what you read? Give Lucas Padilha Gois a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.