ELAS SÃO O QUE QUISEREM, RAPAZ
Thomaz Cunha
21

Oi, Thomaz!

Primeiramente, muito obrigada pelo texto. Foi tão satisfatório lê-lo quanto saber que tu tens essa concepção sobre astrologia. Nós não podemos ser delimitadas (e delimitados) por uma tabela de personalidade formada, sem sequer questionar antes de se propor dentro daquilo (e, mesmo que não fosse o caso, nós sempre temos algo que nos torne distintos dentro de um meio). E, minha nossa! Tu escreve maravilhosamente bem, permitindo uma leitura tranquila e nem um pouco fastidiosa.

Adorei e pretendo ler outras autorias tuas. Até mais!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated cláudia feltrin’s story.