Coro curitibano participa de concerto na Itália

O grupo infanto-juvenil Papo Coral é convidado a cantar em concerto de encerramento do ano letivo da Scuola Musicale Opera Prima em Trento, na Itália

Luiza R. D. B. de Oliveira, 1º período

Cantar é uma antiga arte e também uma forma de comunicação e compartilhamento de diferentes culturas. O canto foi usado, na antiguidade, como uma ferramenta para transmissão de conhecimentos diversos entre as pessoas por meio da tradição oral e tanto pode ser apreciado enquanto manifestação cultural ou um simples entretenimento.


Diz o ditado popular que “quem canta, os males espanta”. E é espantando os males e encantando o público que o grupo vocal curitibano Papo Coral ganha seus admiradores. Com um repertório que inclui desde cantigas datadas da Idade Média, como o Llibre Vermell de Montserrat, canções natalinas de Benjamin Britten, como o A Ceremony of Carols, canções folclóricas e mpb, o coral encanta a todos que o escutam.

O Papo Coral é um grupo musical da escola de música Paideia, em Curitiba, e foi criado em 2002. Sob a regência de Cristiane Alexandre, já se apresentou nos principais palcos da capital paranaense.

Em 2008, o Papo teve seu primeiro convite internacional para compartilhar um pouco da cultura brasileira em terras portuguesas. E os convites não pararam por ai. Em 2015, foi convidado a se apresentar junto ao coro da Maîtrise de Notre-Dame de Paris na Vêpre du Pâques em concertos na própria catedral. Agora, em 2017, o grupo adicionou mais uma viagem no currículo, dessa vez a Itália, a convite do regente e arranjador Marcelo Burigo para um concerto com os alunos da Scuola Musicale Opera Prima de encerramento do ano letivo da escola italiana.

O Papo Coral também conta com participações em obras de destaque como Carmina Burana de Carl Orff, La Bohème de Puccini, L’Enfant et Le Sortiléges de Maurice Ravel e as óperas “O Beco” e “Mestre!? Oops!”, arranjos operísticos em um ato, com cenas de óperas de vários compositores, sob direção de Carlos Harmuch.
Acervo Papo Coral

Para Corrado Bungaro, diretor da Opera Prima, a ideia de fazer um concerto Brasil & Itália, surgiu da vontade de fazer um intercâmbio entre os dois países, que fosse tanto musical como humana. Além disso, o professor Marcelo Burigo completa dizendo que achou que seria uma boa oportunidade para os novos alunos de coro ouvir um outro grupo que vem de fora e ter uma experiência conjunta com eles. Burigo, que já foi regente auxiliar, pianista e arranjador do primeiro cd do Papo Coral, não esconde que o encontro serviu para matar a saudade dos jovens cantores assim como criar algo juntos que fosse enriquecedor para todos.

Em sua agenda de apresentações na Itália, o Papo Coral passou por cinco cidades da região de Trento. Em Ronzo-Chienis, o coro foi recebido pela prefeita Piera Benedetti. Ela afirmou ter sido belíssimo receber um coro estrangeiro, até porque a cidade de 976 habitantes, apesar de incentivar a cultura e principalmente a música, não recebe muitos projetos como esse.

Acervo Papo Coral

Para Cristiane Alexandre, regente do Papo Coral, o que a incentivou a começar esse projeto de canto coral foi a junção de três amores: arte, música e jovens. “Acredito que os jovens tem uma energia maravilhosa e que eles devem fazer arte e a fazem muito bem. Eu adoro o som que se pode produzir com eles.” A maestrina ainda ressalta como foi ter o Papo Coral convidado a cantar em outro país: “eu acho maravilhoso poder compartilhar. Quando se propõem conexões como essa e elas de fato acontecem é incrível. Fico super feliz por essa conexão Brasil/Itália ter dado certo e ter sido maravilhoso.”

A coralista e regente auxiliar Julia Saggin, falou que a experiência de poder ter ido cantar na Itália foi maravilhosa, e ainda destaca: “é uma honra a gente poder levar um pouco da nossa vasta cultura para um país europeu, que é e sempre foi muito importante para a história da arte e da música. A Itália é um país que tem uma história riquíssima porém, bem distinta da nossa. Foi muito bom para nós ver de perto essa cultura e a música deles e a gente poder levar a nossa.”

Acervo Papo Coral

Os ensaios do Papo Coral acontecem todas segundas e quartas-feiras das 19h às 20h30 na Paideia Escola de Música (Rua David Carneiro, 398 – São Francisco).
Like what you read? Give Luiza Remez a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.