ELEVADOR DA GLÓRIA

agora que já não te peso na garganta
vou luzir-te o sorriso e lamber-te
o queixo, o colo, as coxas, os pés 
e o que está a meio do percurso,
sem pressa de lá chegar
e sem urgência de lá sair

_____

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Luís Filipe Miranda’s story.