Explica

Considera o desespero de não ter-te aqui ao lado, pois estou desabando. 
Aproveita e explica o que fizeste por aqui
Deixou-me de tal modo que tuas tralhas ainda me sujam por dentro
Preferia o vazio! 
Por quê mentiste tanto por tanto tempo?
O que cabe em uma mentira que o amor não sabe lidar?
Explica! Poupa-me mais esta inquietação!
Que infausto foste por desvairar-me de tal maneira
Agora o que te resta nessa vida vazia?
Confesso-lhe, por mais despedaçada que esteja, que tenho mais dó de ti do que de mim 
E digo-lhe com a dor do amor que me carregavas:
Tu puxaste este tapete como a mais insensível das torturas. 
Não que eu já não estivesse acostumada, mas tua estúpida e insensível partida
Fez de mim um pouco menos.