Social Ads | 5 dicas que você precisa saber para iniciar

Foto: novobrief.com

Montou o seu negócio e encontrou nas mídias sociais uma ótima oportunidade para aumentar a relevância de sua marca? Já possui uma marca consolidada, mas não sabe como encontrar seu público-alvo nesse mundo novo?

Calma, respire! Social Ads não é um bicho de sete cabeças! 
Talvez de cinco, ou seis…

O objetivo que trouxe você até aqui pode ser bem variado como reconhecimento maior da marca, aumentar o número de fãs, vender mais nas redes sociais, aumentar o ROI, elevar seu engajamento, etc e etc.

A grande e real vantagem de fazer a publicidade nas redes sociais é que tudo pode ser mensurado muito rápido (tanto para o bem, quanto para o mal!), e com isso te possibilita a investir mais ainda em uma campanha que sua performance está alta ou mudar sua estratégia já iniciada em uma campanha que não está adequada a idéia proposta.

Como se tivesse colocando gasolina e trocando pneu de pista seca para o de chuva em um pitstop ultra rápido da Fórmula 1, e voltando pra corrida.

(Para a felicidade do Ayrton Senna, nos bons tempos da McLaren) Foto: Wallpaper Safari

E o que significa isso?
Pense bem, você faz uma estratégia e pode mudá-la ou intensificá-la, de acordo sua performance: Mudar a segmentação, aumentar ou diminuir o budget, alterar produto, tipo de anúncio, design do anúncio, tipo de campanha, duração de campanha, tudo em real time, a qualquer hora, em qualquer lugar.

1. Faça uma Fanpage e não um perfil

Sim! O óbvio precisa ser dito!

Esse é o primeiro mandamento para atingir qualquer objetivo em Social Ads. Faça uma fanpage, aqui você tem total controle sobre o engagement, não tem limites de amigos (e necessidade de criar um perfil II), possibilidade de criar um anúncio para vendas, downloads de apps, cliques nos site, relacionamento com a marca, ter uma equipe simultânea de anunciantes e adminstradores, e mais N possibilidades que o Social Ads nos proporciona.

Ah, mas já tenho um perfil com 5000 amigos, a galera já está engajada não quero perder essa galera e começar do zero =/ …

Acesse esse link, siga as instruções corretamente, migre seu perfil atual para se tornar uma fanpage e manda bala!

Foto: Facebook

Alerta! Para não chorar depois:

No processo de migração você irá transformar amigos em fãs, todo o resto do conteúdo criado no perfil não será exibido mais. Mas reflita, é melhor fazer o certo agora para não ter dor de cabeça depois!

O enorme problema de usar perfis para empresas é que a qualquer momento, sem aviso prévio, você pode ser bloqueado, chutado, perder completamente o acesso a sua conta, e por consequência seus clientes.

Pense: A galera que já faz parte da sua rede de amigos, é engajada com você, já conhecem a sua empresa, e qualquer postagem que fizer após a migração não terá nenhum impacto a eles, pois já a conhecem. E além de tudo você pode fazer um backup de seu conteúdo, e não perder nada!

2. Analise friamente seus concorrentes

Essa é uma excelente técnica para você estudar e observar o que você deve fazer melhor e o que não fazer em Ads!
Veja aonde eles não estão ainda para aproveitar esse espaço e por onde eles andam. Seja mais criativo para ser relevante, flash-sale é um ótimo caminho para atrair clientes de seus concorrentes. Tenha um diferencial, se coloque no lugar dele, pense no que te atrairia a comprar na sua marca, se a campanha vigente não está te atraindo como consumidor, troque!
Lembre-se, que aqui você pode mudar a qualquer hora.

E pode ter certeza, que seus concorrentes também estão te observando!

3. Pense no seu target

(Vamos ter um post especialíssimo sobre isso, aguarde!)

Estude, analise e defina uma personalidade para seu público-alvo! 
Quando anunciar não deixe de lembrar de quem vai consumir seu produto, e a forma que você irá se aproximar dele. Pensar na forma como irá abordá-lo é mais do que fundamental. Ele já conhece sua empresa, mas você o conhece?

Vamos pensar um pouco? (frase diretamente do Telecurso 2000 hahaha)

O Facebook tem 89 milhões de usuários no Brasil, e esse número vai estar maior ainda quando ler esse post. As pessoas basicamente postam tudo que fazem nessa rede social, desde foto na praia, início de namoro, posição política a um certificado de conclusão de curso, você acha realmente que essas informações vão para o limbo da internet?! 
Não mesmo champz…está tudo aqui!

Alguns exemplos abaixo de informações que temos de você e você nem sabia! 
E tem muito mais!

Foto: Facebook

Mas o diferencial é: Temos uma tonelada de informações ao seu dispor, agora… o que você pode e o que vai fazer com elas, é o caminho que separa os homens dos meninos, as mulheres das meninas, os jedis dos padawans!
Aqui, nesse momento, é o que vai fazer realmente você ir do
limbo ao olimpo, nesse mundo chamado Social Ads!

4. Qual formato de anúncio utilizar?

(Também teremos um post sobre isso, para cada caso e situação, aguarde!)

Isso é uma dúvida bem comum, não se preocupe!
Cada formato, tem suas vantagens e particularidades, performam melhor em determinada estratégia ou não, e isso cria uma interrogação grande na cabeça para ser assertivo desde o início. Como saber qual formato investir? Qual design é mais assertivo em cada formato? Qual formato meu público mais interage? Qual? Qual? Qual?!

Calma, calma: não priemos cânico! (Colorado, Chapolin)

Pense: O Facebook (vamos usá-lo de exemplo, porque é o carro-chefe) julga que sua plataforma é a melhor dentre todas e ele quer que você invista na plataforma dele da melhor forma possível, para você adotá-lo como principal. Ele sabe também, que você não tem muito conhecimento sobre a ferramenta, que é um fato novo pra você, e se ele não te ajudar nunca mais vai voltar aqui. E o que ele faz? Te ajuda!
Faz você conhecer mais a ferramenta, e direcionar mais dinheiro no que está performando melhor. Como? Aqui oh!

Ahh Facebook, você é um danado!

O cara te cria, um modo automático, que você dispara seus anúncios pagando a mesma coisa por isso, para você ter uma análise inicial do que está tendo melhor performance, e a partir desse momento, você vê que está performando melhor e blaw! Direciona para ele! E aí, é legal ou não é?

Fotos: Facebook

5. Sempre monitore seus resultados

Deixei essa até por último, para ter uma atenção especial a esse ponto!

Tudo que conversamos até agora não vai valer de nada, se você não analisar os resultados obtidos com bastante atenção! Como dito anteriormente, aqui as coisas acontecem em uma velocidade absurda e os dados obtidos são seus grandes amigos nessa jornada.

Se tem N formas de mensurar essas informações, com as ferramentas campeãs de análises como Google Analytics e Adobe Analytics para desempenho off-Face (tráfego para o site, conversão, cadastros e etc) e o próprio Facebook tem seu analytics, batizado de Facebook Insights (falaremos especialmente em outro post) para você acompanhar o desempenho on-Face (Performance dos anúncios, audiência, ROI, CTR, engagement e etc).

Social Ads é muito mais que conseguir “likes and shares".

Pensando no seu e-commerce, a publicidade deve vender. Pensando no seu blog, deve ter leads. Pensando na divulgação de seu aplicativo, deve ter downloads, e por aí vai, cada momento, cada objetivo, tem uma ação diferente, e você consegue tudo isso na plataforma.

Não ignore ou despreze de forma alguma as métricas! Elas estão aí para serem aqueles ingredientes especiais nas otimizações de sua campanha, de modo mais assertivo e rentável possível!

Que a força esteja com você! (Yoda, Mestre).