Parênteses

Abre parênteses,

A função do parêntese é adicionar uma expressão que possa não ser essencial dentro de um texto. Um peso morto ou uma substância indiferente, chame como quiser. O que me questiono diante da imensidão e honra da ortografia brasileira, é se realmente a função condiz com o destaque que ele merece. Nem sempre a informação é indiferente, às vezes ela pode se tornar indispensável dependendo do olhar de um leitor.

Entre tantos parênteses indispensáveis na minha história e na sua, não podemos negar o feito deles dentro de nossas vidas. As pessoas que convidamos para nos ler nem sempre são atenciosas e observadoras a ponto de destacarem informações subjetivas e até mesmo camufladas. Esse é o ponto alto dessa reflexão, o clímax: O que seria de mim sem meus parênteses?

Aqueles que contém informações privilegiadas, dos sentimentos destacados que não seriam necessariamente indispensáveis, das afirmações e até mesmo algumas redundâncias que já fizeram parte do livro da minha vida. Os parênteses que fizeram pessoas ao meu redor manterem distância. Aqueles que asseguraram um olhar mais doce ou mais crítico. Aqueles que fizeram o mundo perceber a diferença que tenho nele, o motivo de minha história ser especial/única e escrita exclusivamente por mim.

Jamais limitem a função dos seus parênteses, meus amigos. Eles são muito mais especiais do que a gramática nos limita a perceber.

Fecha parênteses.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.