Grávida aos vinte e poucos.

21 anos. Engravidei aos 21 anos. Não era minha intenção engravidar na época que engravidei, apesar de ja ter conversado e chegado a conclusão com meu marido que tentariamos no início do ano seguinte.

15 de Julho de 2015. Descobri a gestação. Eu tomava remédio e mesmo assim engravidei. Mas fiquei feliz, afinal estava gerando uma vida! Vida essa que era fruto do amor entre o meu marido e eu.

Dar a notícia junto com meu marido foi o ponto de partida para os julgamentos.

"Mas tão nova?", "Nossa, voces estão casados a tão pouco tempo.", "Vai perder toda a juventude", "Engravidou tomando remédio? Duvido! Você parou e ta com medo de contar.", e a melhor de todas: "Uma criança carregando a outra."

E com isso, as pessoas se sentem no direito de dizer o que você deve, ou não, fazer. Sejam elas da família, ou não. Amigos, ou não. Convenientes, ou não.

Aprendam que a mulher que se tornou mãe, não interessa a idade, não precisa do seu julgamento. Precisa do seu apoio. É aquele bom e um tanto velho ditado: se não for pra ajudar, não atrapalha.