Experimento no Spotify — Vamos acompanhar…

Sabe Big Data?

Sabe Trends?

Sabe Insights?

Então, são ferramentas extremamente úteis que ajudam a sabermos mais sobre os hábitos das pessoas online.

Tipo quanto tempo a galera passa no Facebook, quais palavras são mais usadas em searches do Google, quais músicas são mais tocadas no Spotify, etc, etc, etc.

Pensando em tudo isso, vi que nas minhas playlists do Spotify ainda faltava uma só de Lounges.

Ou, segundo o Insight do Spotify, para usar as palavras mais usadas no Search, "Chill Jams".

Sim, "Jams" é uma palavra muito usada nas buscas por lá.

E "Chill" também.

Fui então até o Playlist Miner deles, coloquei "Lounge" no search. Apareceu um monte de playlists. Aí fui mais longe e descobri quais músicas estão dentro de TODAS as playlists de Lounge, pelas mais usadas e tocadas.

O Miner criou uma lista de 100 músicas prá mim. E me deu a opção de salvar como uma playlist minha.

Salvei.

Tirei alguma coisa muito manjada e velha de lá (tipo o remix de Waves do Robin Schulz, que é legal mas acho que ninguém mais aguenta. Coloco ela de novo nessa playlist daqui uns 2 anos) e deixei como está.

O que será que vai acontecer?

Aparecerão novos ouvintes e seguidores?

A playlist será muito executada?

Você vai ouvir e curtir?

Ou será um "mais do mesmo"?

Sempre confiei no algoritmo do Spotify, ele sempre acertou nas recomendações e tudo mais…

Vamos acompanhar.

A playlist é esta aqui ó:

Tudo de bom,

Billy.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.