O que aprendi morando na África (Parte 1)

Morar seis meses no Kenya foi difícil, mas mais do que isso foi essencial e com muitos aprendizados que vou levar para a vida toda. Um dos maiores aprendizados foi ,sem dúvida, o da alimentação.

Se alimentar bem por lá é difícil e caro. E no meio do caos positivo de fundar um projeto comer bem era a ultima coisa que pensava. Junte tudo isso ao fato de que sempre cozinhei, mas sempre tive muita preguiça também. (O que graças a Deus mudou drasticamente no final de 2015. Uhuuu!)

Era trabalho demais, comida cara e ruim no supermercado e acabava escolhendo o mais fácil. Industrializado e refinado branco. A única refeição normal era o almoço no Centro com as crianças.

Se você pensava em comer fora ía gastar uma grana e além de tudo podia pegar bactéria ( que aconteceu comigo e foi terrível!). Era praticamente impossível cozinhar na casa onde morava porque além de ter agua só algumas vezes durante a semana, a casa era nojenta, com pessoas folgadas e sujas e nossas companheiras eram nada mais nada menos do que baratas. Nada contra as baratas, mas cozinhar com a chance de abrir o armário e elas caírem dentro da panela é um tanto quanto estranho pra não dizer nojento rs Apesar de tudo ainda conseguimos cozinhar muitas vezes.

Sempre fui magra, mas com esse histórico comecei a engordar muito e passar mal toda vez que colocava alguma coisa na boca. Comecei a refletir sobre tudo o que estava acontecendo e então desde o dia 1 de Agosto de 2015 me tornei Vegetariana. Já era algo que queria, mas que precisei passar pelo o que eu passei pra tomar uma decisão efetiva. Lembrando que no Kenya nós praticamente não comíamos carne por conta do preço e da higiene. Tive a sorte de nunca amar carne então essa transição foi muito fácil pra mim.

Voltei pro Brasil com 12 kilos a mais, inchada e muito mal em todos os sentidos, mas principalmente com o meu corpo. Além da questão estética ainda tinha a questão de saúde. Um cansaço físico muito grande, pele pior do que sempre foi e mais uma infinidade de outras coisas. Foi nesse momento que percebi que precisava de ajuda e que não queria nunca mais passar pela mesma situação.

Procurei uma Nutricionista especialista em Vegetarianos e outros médicos também e comecei a buscar uma vida nova. Depois de infinitos exames descobri o porque tinha engordado e comecei a trilhar uma alimentação melhor ( aqui em casa é fácil porque minha família sempre foi saudável).

Ainda não voltei ao peso ideal (falta 4 kilos. Oh Deus ajuda ai!) e ainda preciso ganhar massa muscular. Mas aprendi o essencial. Comer bem pra se sentir bem. É impressionante a sensação que você tem quando se alimenta bem e depois come uma besteira. Meu estomago que o diga. Se sentir leve, com disposição e pronta pra qualquer desafio é que uma boa alimentação pode trazer.

E esse caminho me ensina cada dia mais. Cada hora é uma receita nova e um artigo novo pra ler.

Só consigo dizer que estou muito feliz com essa escolha. Muito mesmo!

Para encerrar vou passar a receita de um bolo vegan ( não vai ovos e nem leite) que fiz ontem e que ficou incrível . O único problema é que vai farinha de trigo integral, mas já estou estudando substituições. Uhuuu! Xó glúten que só me inflama rs

Obs. Fiz só a massa, mas você pode rechear com prestigio ( nesse caso leite condensado vegetal e coco) e cobrir com chocolate sem leite. Há uma infinidade de coberturas também. Tinha algumas frutas vermelhas na geladeira e fiz uma calda com elas. Como diz minha nutri tudo vai da sua criatividade.

Bolo Vegano de Chocolate

3 xicaras de chá de farinha de trigo branca ou integral

2 xicaras de chá de açúcar

3 colheres de sopa de cacau

2 xicaras de agua morna

1 xicara de óleo de coco

1 colher de chá de essência de baunilha

2 colheres de sopa de fermento em pó.

Coloque numa bacia os ingredientes secos e depois os líquidos.

Mexe tudo, unte a forma com óleo de coco e farinha ou cacau e coloque no forno.

É tão fácil que até já decorei a receita. Se fizer me conta que quero saber :)

Obs. Esse bolo não é Fit e nem totalmente saudável, mas digamos que é melhor comer óleo de coco do que óleo de soja né?! Coloquei açúcar mascavo e demerara. Para os momentos de TPM!

Like what you read? Give Mariana Fischer a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.