Ah a maternidade!

- Mãe, você viu as fotos do Gabriel no whatsapp? Tá no grupo da família , você sabe ver?
- Sei sim, peraí…
(alguns segundos depois)
- Filha, essa joça tá dando uma mensagem aqui!
- Que mensagem mãe?
- Ah um negócio de baxupi…
- Como assim mãe, lê a mensagem inteira pra mim!
- Ah tá falando que se eu não fizer esse baxupi vou perder as mensagens!
- Ah é backup, mãe (riso) é uma coisa que a gente faz para salvar as informações fora do celular e não perder!
- Mas eu não to conseguindo abrir essa porcaria agora!
- Então péra que vou te mandar via mensagem a foto do Gabriel!
(alguns minutos depois, ligo novamente)
- Mãe, você recebeu a mensagem?
- Ah nem vi, vou pegar o celular… Não tem nada aqui não, só uma mensagem de Magô!
- Mãe, magô é meu apelido salvo no seu celular, abre a mensagem! (rindo)
- Já falei, não tem nada aqui…
- Tem que ter mãe, ta com sinal de internet aí?
- Não tá não, seu irmão poxa vida viu, desligou…Não tenho sinal, não tá funcionando essa joça!
-Mãe tá ligado sim de manhã eu usei…
-Então essa porcaria de NET que não tá funcionando…
-Mas mãe, eu usei a NET de manhã, tá funcionando sim, olha de novo na mensagem Magô e veja se tem um clipe de papel, um desenhinho de clipe?
-Ah tem sim, um clipe!
-Clica nele!
-Cliquei!
-E aí apareceu a foto?
-Não apareceu nada não filha, esse celular que você me deu é uma porcaria, essa NET quando chove não funciona, seu irmão desliga tudo, é difícil viu, a gente que é ignorante e não sabe mexer…E tem essa cachorrada latindo, nem tô ouvindo você direito…
-Mãe?!
-Eu não consigo mexer nessa bosta, você tem que ver essas fotos pra mim, eu peço pra todo mundo e ninguém vê nada dessas coisas pra mim, eu fico aqui com esse celular e não sei tirar as fotos de dentro. Tá uma porcaria esse celular, mas acho que é a OI que não presta mesmo…
-Mãe?! Tenta apertar esse clipezinho de novo, a imagem vai aparecer, você vai ver, tem que tá aí! Apertou? Mãe? Mãe?
-Tu-tu-tu-tu-tu
A foto tão esperada pela minha mãe (seja bem-vindo Gabriel)
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.