O que fazem os sonhos?

Há algo engraçado sobre a vida. Se pararmos para analisar individualmente cada pessoa, depois cada casal, cada família e depois o grupo familiar expandido, é possível perceber que há uma alternância de ciclos bons ruins. E isso independe do nível social ou grau de instrução, sempre há algo que torna momentos bons e algo que faz com que os momentos sejam ruins. Pode ser desde a alegria de um novo emprego, alguma aquisição, por menor que seja, uma doença, falta de dinheiro, ou então a saudade de pessoas ou reuniões entre os mais queridos.

É quase cíclico. Alguns sentem menos, outros sentem mais, seja por resiliência, questões financeiras, emocionais. A realidade é que a vida acontece apesar dos sonhos. O “tempo rei”, tudo controla e pouco pode ser controlado.

Mas e os sonhos? Acontecem, e talvez nos falte força para correr atrás. Falte incentivo, um “autoincentivo”. Coragem.

Mas o que eles fazem? Não sabemos. Talvez não sejam eles e sim nós, mas aí vem outra questão: Por que eles existem? Talvez para nos manter de pé e atravessar os momentos de baixa na esperança de que a alta traga mais vontade de sonhar.

Jornalista, pai e tenta ser youtuber! Trabalhos: linktr.ee/vancine

Jornalista, pai e tenta ser youtuber! Trabalhos: linktr.ee/vancine