Diário da Depressão — 04/09/2016

Estou pensando sobre como vai ser amanhã, meu chefe vai me cobrar sobre uma tarefa que ele esperava estar pronta na quinta mas só tive tempo de fazer na sexta, mesmo assim, não consegui fazer tudo.

Da ultima vez que ele me cobrou, eu me senti humilhado, porque ele realmente fez eu me sentir um lixo, uma pessoa que não tem compromisso. Ele me cobrou sobre uma data, apenas pelo fato de eu falar que “achava” que dava pra entregar em uma certa data, ele então começou a me humilhar, falando se eu achava legal por exemplo, que a empresa chegasse em mim e falasse que achava que dava pra me pagar na data combinada. Ele fez isso de uma maneira que me senti um inutil e tudo que eu queria era enfiar minha cabeça em algum buraco.

Todo dia que eu chego la para trabalhar, eu sinto um aperto muito forte no coração, me sinto coagido e tenho muito medo não de dar uma mancada, mas de dar uma mancada e ser humilhado de novo.

Minha motivação para o que eu faço, está cada dia menor, eu queria muito poder fazer coisas incriveis que estão guardadas no fundo das minhas idéias, mas eu nunca consigo colocar em prática, eu sinto preguiça, medo e sinto que o que eu faço, não tem brilho, eu só vejo defeitos e nunca recebo elogios, então eu acabo desistindo e vou fazer outra coisa com um pouco de culpa por não ter tentado o suficiente. Na verdade eu tento, mas esse algo dentro de mim que me puxa de volta para um lado escuro e triste da minha mente, é sempre mais forte.

Falando de hoje, fiquei de preguiça vendo filme com minha namorada, depois fomos em um restaurante mineiro que ela e eu gostamos. Confesso que quase fiquei irritado por ela não ter feito o pedido logo, já que a gente ja sabia o que queriamos, mas eu consegui me controlar bem e esperei na boa.

“As vezes estar consigo mesmo para te motivar e se afastar um pouco das coisas ruins que perturba sua mente e lembra que você ainda tem jeito de ser uma pessoa menos triste”.

Like what you read? Give Maluko Doydo a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.