Escrevi para você que não vai ler

Me diz
Me diz o que é preciso fazer
O que eu preciso ser
Me diz como faço para você ao menos olhar para mim
Me explica por que não importa
Se x vezes zero sempre é zero
Então x pode ser qualquer coisa
E ainda assim será nada
Me diz como posso ser alguma coisa então
O bastante 
O suficiente
Para ter sua aprovação
Aprovação que não sinto
Não vejo
Não escuto
Parece que nunca foi o bastante 
Eu fui sua melhor filha
E sua pior filha
E exigi ser vista
Mas você olha em minha direção sem me ver
E no fim ainda sou motivo de vergonha
Apesar de tudo
pouco importa meu histórico escolar exemplar
Pouco importa se me viro e desviro
Se luto
Se conquisto
Se aprendo
Se valorizo
E a cada dia cresço muito além do que você pode imaginar
No fim ainda sou motivo de vergonha
Simplesmente porque me recuso a seguir seus passos
Me recuso a ser como outras anteriores a mim
Me recuso a ser enfeite
Me recuso a ser boneca
Boazinha
Quietinha
Me recuso a diminuir minha potência só para caber dentro de suas medidas.

Like what you read? Give Não — lugar a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.