Guerra dos Sexos por Alex Mantovão

Diário pessoal, ano 2057 DCS.

Hoje tive a oportunidade de ter mais acesso aos arquivos históricos do homem. Graças a minha profissão de arquivista, possuo acesso privilegiado aos acervos mantidos pelo Governo Central e pude, pela primeira vez, transferir os relatos históricos da pré-cisão. Hoje é apenas mais um dia de trabalho que embora me desgaste física e mentalmente, é a minha válvula de escape para esse vazio que vem me corroendo por dentro, existem tantas perguntas que vagam pela minha mente e já não consigo nem sequer ordená-las para que eu possa buscar respostas. Mas enfim, estou aqui para falar de outro assunto, hoje pude entrar em contato com a parte da história que mais me fascina, o período em que ainda existia relações intersexuais.

Aparentemente, a humanidade, como assim chamavam o agrupamento de homo sapiens de ambos os sexos, coexistia no Planeta Terra, com hábitos certamente peculiares. Na década que se precedeu a cisão, homens vivam o grande declínio de suas liberdades individuais, por incrível que pareça, havia interesse em manter relações com mulheres, mesmo com os regramentos impostos pela Associação Global Feminina, homens buscavam a reprodução natural, talvez fosse algum tipo de fetiche, eu não sei. O que está relatado é que homens não podiam ter nenhum grau de interação com mulheres sem que houvesse uma prévia solicitação, feita através de requerimentos para as juntas locais, após a sua devida análise e anuência da candidata. Após esse trâmite burocrático, o homem poderia ter interações de voz e após uma análise da sua candidata, ter o direito de interagir em presença corporal. Algo estranho, porque todo esse sofrimento para procriação? Já havia naquele momento meios de satisfação individual da libido. Curioso. Enfim, ainda naquele tempo existia a procriação através dos óvulos femininos, mesmo sendo um método arcaico suscetível a falhas, era a preferência, seja por inseminação peniana ou in vitro. Devia ser algo muito extenuante, há relatos de que os homens tinham muita dificuldade em dar alguma satisfação no ato para as mulheres, dizem que este talvez tenha sido o motivo preponderante em se ter abolido na época o coito humano, chamado de sexo. Que prática primitiva. Porque simplesmente não se clonavam, como fazemos agora? Vai entender.

A cisão ocorreu logo após as mulheres terem se tornado a força dominante do planeta. Os homens, acuados e já representando nem 2% da população mundial, decidiram entrar em guerra com as mulheres, reivindicando sua posição de dominância, este evento ficou marcado como a Guerra dos Sexos, obviamente, as mulheres já haviam evoluído o suficiente para completamente dominar os homens em batalhas armadas. Sem opções, os líderes dos homens decidiram dar início a um plano de transformação habitacional na nossa atual terra, a lua. Demorou apenas 10 anos para que a lua se transformasse em um planeta habitável, fico me perguntando o porquê das mulheres não terem tomado nenhum tipo de atitude perante a este fato, eram claras as intenções dos homens. Pois bem, após a conclusão da transformação, os homens, que já não computavam nem mesmo 100 milhões de seres, foram para a lua, em um tratado espacial de separação de bens conhecido como “Divórcio dos Mundos”, algo semelhante ao que ocorria no período pré-cisão, onde homens e mulheres que possuíam relações de bens, quando no momento da separação, dividiam em uma razão de 10% para o homem e 90% para a mulher os bens adquiridos durante o período de relação. Interessante saber que os homens não tinham direito a guarda de suas proles e nem mesmo direito a visitas, caso assim a mulher quisesse. Quantos conflitos deviam haver naquela época, coitados.

Já se passaram mais de 3 mil anos destes fatos e eu sou da sétima geração de Adão #5, minha cidade, Hércules 17, é a capital da Nação dos Homens Unidos, atual setor economicamente dominante de Terra-Lua. Cumpre mencionar que dentre os costumes curiosos dos homens antigos era o de utilizar um marco religioso para datas, mesmo após as mulheres terem abolido todas as religiões, por julgarem todas patriarcais, o regramento de data cristão (uma religião primitiva da época) só fora abolido após a cisão.

Muito embora os conflitos e guerras tenham terminado, não há relação física corporal entre homens e mulheres, ambos apenas habitam os seus respectivos planetas e nós, assim como elas, nos reproduzimos através de clonagem, com nossas determinações genéticas geradas de forma aleatória pelas Centrais Procriadoras de forma a mantermos ao menos certa diversidade em termos de aparência física. Durante algum tempo pós-cisão alguns homens se modificaram geneticamente para se assemelharem a uma mulher, mesmo que sem condições de possuir um útero, órgão reprodutor feminino capaz de geras vidas, algo extremamente fascinante, se permite-me dizer. Esta prática se chamava transexualismo e fora abolida assim que a primeira Carta Magna da Nação dos Homens Unidos fora editada, os homens agora vivem apenas para o seu próprio sustento e nos tornamos uma raça objetiva e trabalhadora. Há relatos de que as mulheres ainda possuem práticas sexuais, cultuadas através do Lesbianismo, algo que surgiu alguns séculos antes da cisão. Os homens não admitiram a existência do homossexualismo e qualquer ato libidinoso entre homens foi proibido, assim sendo, através das gerações dos clones primordiais nós fomos suprimindo nossas necessidade sexuais, alguns, seja por curiosidade ou dependência química, ainda usam máquinas de masturbação sensorial. Eu particularmente prefiro me ocupar com meus arquivos, eles exercem um fascínio sobre a minha mente difícil de explicar em palavras.

Ambos os planetas coexistem de forma harmoniosa, embora distante, não possuímos contato com o outro mundo e vice-versa, tudo nos é repassado através de comunicados estritamente textuais, feito entre os Governos Centrais de ambos os planetas. Homens e mulheres são alienígenas perante uns aos outros.

Os homens se especializaram no enriquecimento dos materiais coletados pelos planetas do sistema solar, há planos para novas explorações galácticas mas as distorções do espaço e excessivos buracos negros somem com nossas aeronaves e não temos recursos humanos suficientes para nos arriscar tanto, entramos em um estado de estagnação tecnológico, tanto homens quanto mulheres não possuem outro proposito senão a conservação de seus próprios planetas e preferem focar nas trocas de recursos. Mesmo com este tipo de relação comercial, não há interação, as trocas de cargas são feitas pelos respectivos maquinários, nós homens, em geral, não sabemos como é a aparência de uma mulher. Não há arquivos com imagens de mulheres e é proibido qualquer veiculação do mesmo, dizem que homens que entram em contato com tal tipo de material tem alucinações e distúrbios hormonais que os levam a loucura. Há casos de aumento significativo da libido e perda da vontade de produzir e trabalhar. Chamamos este evento de exposição viral ao feromônios femininos. Dizem os boatos que com esta substância misteriosa as mulheres tinham controle dos homens, os escravizando mentalmente, usando o coito arcaico, sexo, como forma de manipulação. Algo realmente assombroso, quão misteriosas são as mulheres. As vezes penso em como é bom viver longe de seres tão apavorantes mas meu desejo por conhecimento é mais forte, a coragem me faz enfrentar estes tipos de obstáculos.

Estas informações são valiosas, poucos homens tem consciência deste passado e encaram as mulheres apenas como alienígenas, meras parcerias comerciais espaciais, mal sabem que ambas as raças na verdade são sexos diferentes de apenas uma delas, o homo sapiens e que podemos nos reproduzir através de coito, inserindo nosso pênis em uma cavidade, que não a anal, que as mulheres possuem que é ligada diretamente ao útero delas. Há fragmentos textuais que dizem que este ato gera um prazer mais intenso que a masturbação manual e sensorial juntas, fascinante. Alguns me chamam de louco e dizem que são histórias inventadas mas eu sei do que estou falando.

Talvez fosse algo que eu deveria me furtar de escrever, mas preciso deixar registrado caso algo aconteça com a minha pessoa. Hoje, fui convidado por um integrante da oitava geração de João #6 para uma reunião secreta, com um grupo da Resistência Intersexual. Poucos sabem de sua existência, nem mesmo eu, com todas pesquisas que já fiz sei quando e onde fora criado tal grupo, somente boatos circulam pelos corredores das fábricas e qualquer tipo de menção às autoridades sobre este grupo é passível de pena de execução. No mais, só sei de que se trata de um grupo formado por homens e mulheres que vivem na pirataria, em espaçonaves que não podem ser rastreadas, saqueando mercadorias e recrutando membros de ambos planetas. Diz este conhecido, que o propósito deles é a união dos sexos, uma tentativa de reestabelecer o elo perdido da raça humana, estes indivíduos acreditam que homens e mulheres podem, novamente, coexistir. Propagam a ideia de um sentimento antigo e arbitrário chamado amor.

Realmente é uma ideia louca, confesso que estou com muito medo, nunca entrei em contato com um ser da Terra original, as mulheres são seres que só conheço através dos meus arquivos históricos, nem mesmo tive acesso a arquivos de imagem… dizem que sua pele é até 10x mais macia que a de um homem, embora possam, através de treinamentos específicos, enrijecer seus músculos na mesma proporção que nós, algo curioso, possuem maleabilidade muscular assombrosa, qual será a sua aparência? Há relatos de que possuem rostos mais finos que os nossos porém com algum tipo de magnética visual que nos prende a sua imagem, que possuem um cheiro similar ao de certos alimentos e frutas. Eu só conheço o cheiro dos homens, que elas dizem se chamar odor. Espero sair vivo e consciente desta reunião, quem sabe o encontro com estes seres preencha o vazio que sinto a tantos anos, se viverei ou não, bem, isso é algo que estou disposto a descobrir.

No mais, adeus. Quem quer que venha a ler este diário.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Alex Mantovão’s story.