Batismo, uma breve reflexão

Quem não nascer da água e do Espírito não pode entrar no reino de Deus (Jo 3,5).

Sabendo que fomos concebidos em pecado — cf. Salmo 51,5 — o batismo é o início de uma conversão que se estende para a vida inteira. A festa do Batismo do Senhor nos convida a refletir sobre nosso batismo, recordando nossa pertença à Igreja e ao Reino Deus. É vital a compreensão da graça e dos efeitos do batismo em nossa vida. Vale muito um mergulho no Catecismo da Igreja Católica para aprofundar esse conhecimento.

Hoje, tenho que partilhar sobre um grande milagre que aconteceu durante meu batismo. Eu tinha 10 dias de vida, hospitalizado. Meu caso que era simples, mas se tornou grave por um erro médico. Segundo o médico, a medicina já não poderia fazer mais nada e a situação era essa:

“Fiquei sabendo que você estava no pronto socorro da fonte luminosa, perto da igreja Santo Antônio, eu e seu padrinho passamos lá e encontramos a sua vó Guiomar com você, o pai havia ido rezar!”

Maria Amélia, que depois se tornou Madrinha Amélia, era uma amiga da família que foi me visitar. Acabou chegando logo após meu batismo por necessidade, com água e invocação da Trindade Santa. Chegou e interferiu naquela cena, me levando para o médico da família dela.

“Fomos eu com você no colo tomando soro, seu padrinho dirigindo, seu tio Cido segurando o frasco de soro e seu pai atrás rezando, chegamos muito rápido, foram feitos vários exames e descobriu se q você estava com fezes no estomago. Foram retiradas varias ampolas de fezes, eu mesma estava do lado e vi”

Deve ter sido um tanto nojento, mas salvou minha vida. A chegada deste casal instantes após o batismo, eu tenho como meu milagre particular. Pouco tempo depois, meu batismo foi concluído na paróquia Espírito Santo com o restante dos ritos do óleo, sal, vela, veste branca, o efatá e os melhores padrinhos do mundo. Eles tem mais 20 afilhados, mas creio que salvar a vida, só salvaram a minha!

Madrinha Amélia e Constantino, meus padrinhos de batismo

Refletindo sobre um batismo que começou no hospital e se estendeu até a igreja, creio que ele ainda não acabou. Apenas inaugurou meu caminho de conversão que estenderá por toda a minha vida. Nos pequenos detalhes da minha vida, o Espírito Santo se manifesta para que eu perceba aquela voz dizendo “tu és meu filho muito amado”.

Jesus Cristo é Aquele que o Pai ungiu com o Espírito Santo e constituiu “sacerdote, profeta e rei”. Todo o povo de Deus participa destas três funções de Cristo, com as responsabilidades de missão e de serviço que delas resultam. (CIC§ 783)

São Fulberto de Chartres, bispo, nos ensina que “É portanto uma graça da doutrina da salvação conhecer a razão e a causa do batismo”. Que possamos hoje refletir sobre essa graça e viver bem nosso batismo, crescendo na fé e continuando a missão profética, sacerdotal e pastoral dAquele por quem recebemos o Espírito Santo neste sacramento.

Com carinho e orações,

Marcelo Monteiro

Like what you read? Give Marcelo Monteiro a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.