This story is unavailable.

Que honesto e sincero teu relato, Lidiane Franqui! O título me capturou pela identificação, não me sinto escritora porque não vejo dinheiro entrando na conta, mas ao mesmo tempo aceito que me atribuam a função já que é o que vêem.

Eu quero mesmo é que as palavras que eu junto ganhem o mundo, porém não me vejo escritora. Mas diferente do que sentes, eu gosto da obrigação de escrever, de sentar em frente ao computador com uma pauta cheia de possibilidades e pesquisar, entender e criar um texto que consiga transmitir um sentimento ou conhecimento sobre algo ou alguém. É esquisito e eu não sei se consigo chegar a uma conclusão, só queria dizer que me identifico contigo, acredito que escrever liberta e que palavras têm poder de transformar. ❤ sucesso!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Marcela Vitória’s story.