• Falar de amor não é fácil…

O amor é como um recém nascido pronto para receber o seu primeiro toque de carinho.

O amor é como uma criança, cheia de pureza nos olhos e com eles enxerga o mundo como um parque de diversões.

O amor é como a adolescência e seus excessos, exageros e sonhos.

O amor é como um adulto, responsável e carregado de passado no peito e na alma.

O amor é como nós, que daríamos tudo para voltar e recomeçar da barrida da mãe, por medo, de cometer erros.

O amor é esquecimento, vive esquecendo, a hora de recomeçar.

O amor é seu presente.

O amor é simples.

E no final,

o amor só quer que sejamos do tamanho de todo amor que sentimos.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.