sozinha, por favor

hoje é o dia. hoje que eu escolhi para contar pra terapeuta o que tem assombrado minha alma. solidão? hoje. hoje eu vou sentar e vou falar pra ela como eu estou querendo me enfiar numa caverna. como eu ando buscando adentrar a minha concha. como eu gosto de ficar sozinha e em silêncio.
eu espero mesmo que ela não me diga que isso é isolamento, que isso é depressão. eu não sei bem o que é, só ando assim, no meu cantinho, um pouco mais fechada. e tá bom.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.