Equilibrando trabalho e descanso

Quantas vezes proferimos que não temos tempo para descansar ou que precisamos urgentemente de férias? Embora sempre atribuamos a nossa falta de tempo à correria ‘dos últimos dias’, parece que o Senhor se preocupa com o descanso desde o início.

Tim Keller, em seu livro 'Como integrar fé e trabalho', afirma que não existe um ponto de partida melhor para entendermos a vontade de Deus quanto a nossa vida profissional, como entender a equilibrada teologia do trabalho e descanso.

O dia do Senhor

Abençoou Deus o sétimo dia e o santificou, porque nele descansou de toda a obra que realizara na criação.” Gênesis 2:3 (NVI)

Após contemplarmos um dos momentos mais magníficos da Bíblia, a criação do universo em Gêneses 1, avistamos Deus abençoando e santificando o sétimo dia. Essas duas palavras podem não fazer sentido para o nosso dia sabático (palavra hebraica que significa descanso), mas na Bíblia elas normalmente vêm acompanhadas dos significados de separação/diferenciação.

Essa instrução se revela como o 4º mandamento em Êxodo 20, mas é em Deuteronômio 5 que conseguimos entender o propósito dessa separação, devemos nos lembrar do passado de condenação e do nosso presente de redenção:

"Lembra-te de que foste escravo no Egito e que o Senhor, o teu Deus, te tirou de lá com mão poderosa e com braço forte. [..]." Deuteronômio 5:15a

Randy Pope apresenta o Dia do Senhor como o "olhar por uma janela". Durante os seis dias da semana subimos em uma esteira e somos incentivados a correr com toda a nossa força e empenho, mas com uma ressalva: a cada sete dias, devemos parar de correr, ir à janela e olhar o que o Senhor tem feito por nós. Durante os seis dias podemos nos sentir ótimos e, ao olharmos para as outras pessoas correndo em suas esteiras, tentar correr ainda mais no dia do Senhor ou até mesmo parar de correr para recuperar o fôlego. Entretanto, a vontade do Senhor é que paremos de correr no dia Dele para contemplarmos na janela a sua obra em nossas vidas.

"Desaprendi a ouvir o som da tua boca, eterno […]
Não sei calar, deixa eu te ouvir agora"
Marcos Almeida - Sê Valente
Like what you read? Give Márcio Vinícius Sena a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.