Oi, eu não sou o Goku.

Mas gostaria de ser, se tivesse como.

Porém, acho que não vai rolar, então é melhor eu me conformar e continuar escrevendo isso aqui. Eu sou o Marcos. Marcos Freitas, para ser mais exato.

Tenho 24 anos, sou brasileiro, paulista, falo bolacha em vez de biscoito e nunca na vida tive um blog. O que é estranho, considerando que eu basicamente já cresci com a internet. Não cresci com a internet como ~jovens~ de hoje em dia crescem, mas desde 1998 (quando ganhei meu primeiro computador) eu estou usando ela. E "usar" a internet já é algo velho para se falar, já que internet atualmente é algo tão básico como luz e água. Ela simplesmente existe e está nas nossas vidas, como algo natural. Nenhum desses ~jovens~ atuais sabem sequer o que é um mundo sem internet, por sinal. Bom, eu sei e posso dizer, era um mundo bem mais chato. E um mundo sem GIFs, vale lembrar.

Mas voltando ao negócio do blog, eu nunca tive um. Não sei exatamente bem o porquê. Provavelmente uma mistura entre preguiça + outro foco na vida (coff coff videogame o dia todo coff coff) + dificuldades técnicas (leia-se: era bem mais complicado conseguir publicar algo anos atrás). Então o tempo foi passando e eu nunca fiz um blog, um site, seja lá o nome que você quiser dar. Pensei em vários momentos criar um site sobre algum assunto que gosto, mas sempre esbarrava nas questões que precisaria aprender a programar, fazer layot e manter atualizado constantemente. Ia dar um trabalho desgraçado e eu nunca tinha me convencido que era realmente aquilo que eu queria. Queria algo apenas para expressar minha opinião, escrever sobre algo que eu gosto, compartilhar isso com outras pessoas. Não queria criar algo grandioso, que precisasse hospedar e tudo mais. E o Tumblr, que seria uma possível solução, para mim sempre foi sobre GIFs e imagens, com no máximo um textinho pequeno, então também não era exatamente o que eu queria.

Ai apareceu o Medium. Uma plataforma feita para publicar e ler textos, sejam eles curtos ou longos. Onde eu não preciso me preocupar com nada da parte técnica porque como toda boa tecnologia it just works. E ao mesmo tempo, é fácil de mexer e tem muitas ferramentas para deixar o layout bonito. É basicamente o que eu sempre quis, só que demorou um tempinho a mais para aparecer.

Então aqui estamos. Quero realmente usar o Medium para comentar, analisar, opinar, etc. Os assuntos que provavelmente escreverei sobre? Internet, tecnologia e videogame, dãã. Existem coisas melhores na vida do que esses três? (a resposta é não, ok). E também provavelmente escreverei sobre marcas e seus semelhantes aqui, apesar que existem grandes chances de ficar tudo meio misturado com os outros três assuntos.

Não sei o que vai acontecer, honestamente. Provavelmente os primeiros textos serão ruins, mas bem ruins mesmo, mas com o tempo a gente melhora (ou não). Mas se quiser me acompanhar nessa jornada, sinta-se a vontade. Será meu convidado de honra. Cria uma conta no Medium e da um follow ali em cima :D

PS: fique com essa GIF fofa para você não achar que jogou 3 minutos do seu dia no lixo lendo esse texto:

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.