Snapchat: com conteúdo temporário, ele veio pra ficar

O Snapchat foi criado em 2011, por Bobby Murphy e Evan Spiegel. Nos primeiros anos de existência ele enfrentou alguns problemas de privacidade, hackers e a popularidade de ser um aplicativo para troca de “nudes”. Mas o ano de 2015 trouxe bons ventos para a rede social.

O aplicativo veio para popularizar e materializar a temporalidade das coisas na internet. Nele todas as mensagens recebidas desaparecem em segundos e o mesmo acontece com a linha do tempo, onde os posts ficam visíveis por apenas 24 horas.
 
Essas opções fizeram com que a rede social fosse inicialmente utilizada para troca de “nudes” entre os usuários, mas agora com a popularização, mas pessoas estão se cadastrando e as marcas também estão enxergando possiblidades de publicidade na rede social.
 
Hoje ele vale 16 bilhões de dólares e mais de 100 milhões de pessoas utilizam o Snapchat diariamente. O público é formado principalmente por adolescentes, mas também por empresas e profissionais que desejam usar o aplicativo para alavancar suas marcas.
 
Na semana passada o Facebook anunciou que seus usuários assistem 8 bilhões de vídeos por dia, e o Snapchat já atingiu a marca de 6 bilhões. Um detalhe importante é que ele alcançou este número com um crescimento muito acelerado, se comparado a outras redes sociais.

Hoje, o aplicativo já possui 75% da audiência do Facebook, mesmo com um número de usuários menor, são 100 milhões contra 1,55 bilhões da rede social de Mark Zuckerberg. Assim o Snapchat triplicou o número de visualizações de vídeos nos últimos cinco meses.
 
Agora o aplicativo está revendo seus formatos de publicidade, para permitir maior interação entre usuários e marcas. Um bom case é o da KFC Austrália que utilizou o aplicativo para divulgar o mais novo taco da rede e conseguiu mais de 3 mil visualizações em apenas 3 horas.
 
Outra possibilidade de anúncios estudada pelo Snapchat é por meio dos filtros para fotos e vídeos. Nessa modalidade as marcas pagariam para disponibilizar uma lente para os usuários.
 
Cada dia o Snapchat cresce mais e os consumidores já estão lá. Agora o tempo, que ele gastava na TV ou Facebook, está sendo absorvido por esta nova mídia. Por isso, é importante que sua marca não demore em aderir a esta rede social, ou pode ficar atrás dos concorrentes mais inovadores.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.