Minha alma sóbria em mais um Natal só

minha alma sóbria em mais um Natal só,

e já não soa triste todo esse logro,

me restaram apenas um cigarro e alguns baseados,

não há mais comida

assim como esperanças,

não há lamentos

tampouco música ou contentamento,

sentimentos insípidos pairam sobre minha mente,

não sinto tristeza ou remorso

por estar sozinho quando

todas as outras pessoas se reúnem,

eles me acham louco por preferir ficar só

enquanto os acho loucos por estarem juntos,

veja,

estou afundando na minha própria psicose,

não suporto suas faces,

prefiro me embriagar na escuridão enquanto o sono não vem,

lá fora a chuva continua caindo

e aqui, nessa solidão árida

me sinto melhor do que nunca!