Inconsistência


Luz do sol,

som de carros no asfalto,

campo de grama seca

e o riso de criança no apartamento ao lado.

Todo resto existe do lado de fora

e eu existo dentro de mim em pedaços,

como umas centenas de pássaros

engaiolados.

Sou meus sentimentos

e eles são presos por pudor…

pela crueldade íntima de ser o que sou.

Talvez eu não devesse me conhecer,

talvez eu pudesse me amar mais,

se não pudesse me ver…

mas a dor da existência é latejante,

a exaustão do ser é constante

e a maciez do mundo só é perceptível em breves instantes.

Gaiolas e cadeados…

trancados, todos os gritos são abafados.

A humanidade perpetua o silêncio.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated sara pamlie’s story.