Em meio à crise, Câmara de Mogi quer gastar 77 mil reais em poltronas ‘de presidente’

Reportagem: Pedro Chavedar

A Câmara dos Vereadores de Mogi das Cruzes abri um processo licitatório na modalidade “Pregão, menor preço por item” para a compra de móveis.

Dentre os vários produtos listados, há 30 Poltronas Padrão Presidente no valor unitário de R$ 2.590. Ao todo, serão gastos, apenas com esses móveis, R$ 77.700.

As empresas que desejarem participar do Pregão precisam entregar suas credenciais no dia 10 de novembro, às 9:30, na própria Câmara.

O edital deixa claro que só poderão participar microempresa ou empresa de pequeno porte.

O julgamento será feito conforme diz o edital:

Veja o Edital completo.

http://www.cmmc.com.br/siteadmin/downloads/arquivos/edital_013_17.pdf

Os gastos da Câmara aparecem justo num momento de crise política e econômica do Brasil, que reflete diretamente nas cidades brasileiras.

Tanto é que o prefeito Marcus Melo anda fazendo cortes sistemáticos emparando-se na crise como justificativa.

Em matéria de julho deste ano do jornal O Diário de Mogi, o jornalista Darwin Valente disse:

O prefeito Marcus Melo (PSDB) decidiu que é hora de apertar ainda mais o cinto e reduzir ao máximo os gastos públicos como forma de compensar a queda na arrecadação municipal ocorrida durante o primeiro semestre deste ano. Em sua mais recente reunião com os integrantes do primeiro escalão, o prefeito determinou a suspensão de compras de bens que não sejam de estrita necessidade para funcionamento do governo e adiou temporariamente aquisições de mobiliário que estavam nos planos de determinados setores.

Outro sintoma da crise foi o cancelamento do Carnaval da cidade em 2017. Segundo matéria do mesmo Diário de Mogi, do jornalista Natan Lira, a Prefeitura esperava economiza 1,2 milhão de reais.

Sobrou até para as comemorações do aniversário da cidade deste ano. Em matéria do Portal News, de Luana Nogueira, de agosto deste ano, a Prefeitura explicou que a crise foi a responsável pela diminuição dos eventos.

Gostou da matéria?

Então clique no botão Recommend aí embaixo. Fazendo isso, você ajuda esse post a ser encontrado por mais pessoas.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.