Não quero que você me trate como um homem por namorar um que é próximo a você

Isso não é uma indireta. Nada aconteceu comigo. Mas é um pedido de respeito.


Parece uma piada de mau gosto saber que a frase “mulher de amigo meu pra mim é homem” existe. Mais que isso, que esta mentalidade existe e se manifesta com mais frequência do que gostaríamos de admitir. Tem até música.

Um cara que conversa com você sempre olhando para a sua boca, de maneira desagradável, que faz questão de colocar duplos sentidos em cada frase, que trata cada diálogo com você como um flerte, faz mais contato físico que o necessário. As mulheres que leem este texto conseguem identificar exatamente o tipo de homem que eu descrevo. Aquele que não consegue enxergar uma mulher de qualquer outra maneira que não um alvo para os seus irresistíveis galanteios (risos).

Se você, homem que lê esse texto, acha o parágrafo acima um exagero e acredita que é só alguém que sabe “reconhecer oportunidades”, tenho algumas palavras.

Eu não aprecio o “respeito” que você adquiriu por mim quando descobriu que eu namoro. E não preciso também que você me veja como um homem por namorar um brother seu. Ah, você também não precisa fingir que eu não existo ou desconsiderar o que eu falo. Você pode rir sim da minha piada, porque eu também me acho bem engraçada. Isso não vai ofender o meu namorado e ele não vai achar que você está o desrespeitando. Quem você precisa se preocupar em respeitar sou euzinha aqui.

Uma mulher com opiniões muito bem embasadas, sonhos e objetivos a alcançar, que já passou por muita coisa na vida. Uma pessoa a ser respeitada, como qualquer outra, em sua individualidade, e não porque tem um homem ao lado. Estarei aqui, com toda a intelectualidade que adquiri durante os anos, assim como você, aberta a discutir política, esportes, religião, conflitos internacionais e o que mais for necessário. Ah, eu também conto ótimas piadas.