A prender a dor, aprendendo amor.

“ Que toda dor que há em nós vire poesia 
pois mesmo que passe, poderia 
ser lembrada mais uma vez 
em um outro dia
como memoria do aprender 
de quem se refez.”

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.