Recomeço

Lembro-me do tempo

Que recebia o teu carinho

Que me afagavas em teu colo

Que não estava sozinho.

Recordo dos bons momentos

Das brincadeiras e sorrisos,

De quando não havia sofrimento.

A vida era só tarde de domingo

E aquele banho de mangueira.

Mas depois, o que fora feito de nós dois?

Todo amor faleceu.

Todo beijo desapareceu.

Extinguiu-se você e eu.

Não posso crer, que não voltara Jamais!

E se não me sustenta,

Isso não é tudo, tenta.

Tem que haver um jeito de ter mais.

Vem pra perto de mim,

Não digo de morar.

Mas, de coração junto,

De não ter hora pra voltar,

E poder mergulhar profundo.

Na melhor parte de nós,

E poder recomeçar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.