Um Pouco da Minha História

Meu nome é Mariá Toledo de Carvalho Silva, tenho 25 anos e sou natural do Rio de Janeiro. Fui criada em Cabo Frio, uma cidade naturalmente conhecida por ser cidade de veraneio no meu estado. Sempre gostei muito de morar lá, mas, quando estava terminando o ensino médio, sabia que precisaria deixar minha zona de conforto se quisesse alcançar tudo aquilo que almejava. Foi assim que comecei a trilhar minha jornada profissional: aos 18 anos deixei a casa dos meus pais para me aventurar em um mundo desconhecido. Após ser aprovada no SISU, me mudei para Seropédica para cursar Engenharia de Alimentos na UFRRJ. Teve início, então, um intenso período amadurecimento não só profissional como também pessoal.

Logo no primeiro semestre percebi que minha vida havia realmente mudado. As coisas não seriam mais tão fáceis como haviam sido até então. Percebi que morar sozinha era, na realidade, um desafio repleto de dificuldades e que eu precisaria enfrentar uma a uma se quisesse persistir em busca dos meus sonhos. Finalizado o primeiro semestre, fui aprovada para participar do programa Jovens Talentos para Ciência e foi nesse ponto que comecei a ver meus esforços sendo recompensados. Durante um ano, recebi uma bolsa para realizar um projeto de iniciação científica, experiência que abriu as portas para que mais a frente eu conseguisse realizar mais um sonho: ter uma experiência internacional. Quando estava cursando o quinto semestre, fui aprovada no programa Ciência Sem Fronteiras e tive a oportunidade de passar 14 meses nos EUA. Sem pensar duas vezes, me lancei nessa incrível experiência de realizar um intercâmbio e foi um período extremamente enriquecedor. Primeiro porque pude aprimorar o inglês e cursar dois semestres em uma universidade renomada mundialmente, a Universidade da Georgia (UGA), segundo porque passei por um intenso período de autoconhecimento e amadurecimento.

Retornando para o Brasil, sabia que não poderia ficar parada. Foi aí que entrei para a CETA Jr. empresa Júnior de consultoria em engenharia e tecnologia de alimentos vinculada à minha universidade e logo depois comecei a estagiar na área da qualidade da cervejaria Piraí, da companhia de bebidas ambev. Ambas as experiências me proporcionaram ter meu primeiro contato com o mercado de trabalho e eu pude começar a aprender na prática em vez de somente nas salas de aula como havia sido até então. Fazer parte de uma empresa júnior me fez perceber o quanto um trabalho em equipe realizado por pessoas motivadas e engajadas pode trazer resultados incríveis. Prestávamos consultoria para pequenos e médios empreendedores do setor de alimentos e bebidas, sempre buscando oferecer ao cliente a real solução para o negócio dele, como se fosse nosso próprio. A experiência de estagiar em uma empresa de grande porte, com profissionais reconhecidos e processos estruturados, foi, por sua vez, fundamental para a minha formação. Além disso, confirmou algo que eu já acreditava: todos aqueles que cruzam nosso caminho têm algo a nos ensinar. Permaneci no estágio durante dois semestres, os dois últimos da graduação. O que, novamente, foi desafiador, mas recompensador. Ao concluir as disciplinas que faltavam para finalizar a graduação, recebi a proposta de ser efetivada no estágio. Nesse ponto passei a integrar a equipe ocupando o cargo de química, no qual era responsável pelo funcionamento do laboratório físico-químico e sensorial: suas metodologias, estoques de consumíveis e equipe; além de gerir alguns indicadores da qualidade.

Normalmente sou apontada como uma pessoa com uma elevada capacidade analítica e raciocínio lógico bem desenvolvido, o que costuma me ajudar a ir direto ao ponto importante para que a situação seja resolvida de forma prática, além de desenvolver bem trabalhos em equipe, sempre buscando contribuir para que cada membro entregue o seu melhor em um ambiente saudável e amigável. Por outro lado, sou extremamente exigente, tanto comigo quanto com as pessoas em volta, o que quase sempre me leva a acreditar que as coisas têm algum ponto a melhorar. Considero o lado bom de tal característica sempre buscar dar o meu melhor para atingir um bom resultado, mas reconheço que é necessário respeitar meus limites e os limites das pessoas ao meu redor, reconhecendo que nem sempre a perfeição desejada poderá ser alcançada e já tenho melhorado muito nesse aspecto.

No meu tempo livre, aprecio bastante ter um tempo só para mim, seja para ler, meditar, ouvir uma música ou fazer alguma atividade física. Mas gosto muito de passar bons momentos com familiares e amigos também, principalmente envolvendo atividades ao ar livre e o contato com a natureza. Me considero uma pessoa bem curiosa e dinâmica, então raramente estou lendo ou estudando apenas uma coisa. Costumo dizer que leio tudo que para na minha mão, gosto de saber um pouco de tudo.

A vontade de fazer parte da equipe J&J vem da certeza de que é uma empresa que faz a diferença na vida das pessoas e que, por meio de seus produtos, leva carinho e bem-estar à milhares de pessoas. Além disso, estar em um ambiente desafiador em uma empresa com múltiplas unidades de negócios que proporciona um ambiente de constante crescimento profissional por meio de desafios motivadores, é a oportunidade que eu busco para alinhar o meu desenvolvimento profissional com meus valores pessoais, de conseguir contribuir ativamente para a satisfação das pessoas através da qualidade dos produtos oferecidos, contribuindo com a sociedade, com a comunidade e com o meio ambiente.

No meu dia-a-dia, busco sempre evoluir e melhorar a vida daqueles me cercam. Acredito que pequenas ações rotineiras possuem um elevado impacto. É claro que almejo ter um crescimento profissional e construir uma carreira de sucesso, mas, mais do que isso, quero ser lembrada por ser aquela pessoa que impactou positivamente a vida das pessoas à sua volta, e posso dizer que me orgulharia igualmente se fosse com um grande legado construído ou com pequenos gestos e atitudes rotineiras.