Eles só querem ir para escola

Adolescentes geralmente são julgados como um projeto de gente inconsequente e que não sabe o que faz. Dizem que eles só querem aproveitar a vida. Não é difícil achar por aí, por exemplo, adolescentes que inventam motivos para não ir à aula. Eu mesma inventei vários motivos na minha época: dor de barriga, dor de garganta, dor no joelho e muito mais.

Mas adolescentes também são um projeto de gente que costuma olhar o mundo de um jeito meio idealista — quase inconsequente mesmo — de achar que nada pode detê-los. E é isso que os leva além em alguns momentos. Nessa semana estamos vivendo um desses momentos.

Adolescentes que estudavam em uma das escolas que serão fechadas pelo Governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), ocuparam a escola deles. Prometeram não sair de lá enquanto o governador não mudar de ideia. Afinal, ninguém sabe muito bem porque, o senhor Geraldo acha que existem muitas escolas em São Paulo e que é melhor fechar 94 delas. Muitas dessas 94 escolas são escolas públicas de boa qualidade, acima da média estabelecida pelo MEC. Mas o governador de São Paulo não liga para isso. Ele prefere ir ali apoiar a redução da maioridade penal.

Do outro lado, estudantes que vão perder suas escolas, discordam do governador tucano. Eles querem as escolas que estudam, sabem que educação não existe de sobra nesse país e que fechar escola — ainda mais 94! — deveria ser considerado crime. Eles sabem que educação é a única coisa que pode ajudar a fechar presídios, inclusive.

E aí vem a força do idealismo adolescente. A invasão de uma escola se tornou a invasão de 7 escolas (e outras já estão aderindo ao movimento). Eles prometem não parar, mesmo diante de um batalhão de Policiais Militares comandados pelo governador. Só na escola Fernão Dias, em Pinheiros, são dezenas de alunos sem água, sem luz, sem comida e vigiados pela polícia. Mas eles se recusam a ficar sem escola.

Desiste, Alckmin. Seja decente ao menos uma vez na vida e pare de lutar contra quem só quer ir para escola. E não se esqueça, governador, eles são adolescentes, essa gente inconsequente que acredita no futuro e que nunca vai parar de lutar para não ir para os presídios que você adoraria abrir.

Para quem quiser ajudar, demonstre seu apoio às escolas EE Diadema, no ABC; EE Salvador Allende, na Zona Leste; EE Valdomiro Silveira, em Santo André; Helena Assumpção, em Osasco; EE Castro Alves, na Zona Norte; EE Dona Ana Rosa Araújo e EE Fernão Dias, na Zona Oeste.
One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.