Populismo versus Localismo: em defesa do municipalismo e federalismo radicais
Moysés Pinto Neto
289

É um ótimo debate e uma ótima análise sobre modelos políticos, ótimo e fundamental. E sei que não dá pra tratar sobre tudo em um texto, mas sinto falta de lidarmos mais com as condições existentes e as condições necessárias para isso, com o aspecto mais sociológico e os limites existentes para se construir esse caminho - a cultura e alienação nas sociedades de massa, a hegemonia desse neoliberalismo, etc. Acho que se não lidarmos com esses desafios reais, fica difícil criar as pautas, os meios pelos quais é possível construir uma nova cultura política, novas formas de se relacionar, de sociabilidade, etc. Vejo cada vez mais, por exemplo, que movimentos culturais e artísticos podem ser um dos meios mais poderosos para se combater e desconstruir essa hegemonia neoliberal, ultraindividualista e consumista, e é preciso encarar de verdade essa questão (coisa que muitas vezes a esquerda se nega, romantizando totalmente, por exemplo, o funk, o rap…).

E faltou a Hannah Arendt aí :)

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.