Morte Diária

O tempo passa
Entra todos os dias correndo pela porta
E salta pela janela.
Uma morte inevitável.

Se o vejo
Não há perguntas
Algo nessa morte diária nos torna imóveis
Fixos a contemplar o escoar da existência

Tudo vai indo
Pulando da janela também.

do livro: Materialismos